Tag Archives: Revista Caras e Nomes.

Folha em branco

Coluna a Brecha

Certo dia um professor estava aplicando uma prova e os alunos, em silêncio, tentavam responder as perguntas com certa ansiedade.

Faltavam uns quinze minutos para o encerramento e um jovem levantou o braço e disse: professor, pode me dar uma folha em branco? O professor levou a folha até sua carteira e perguntou-lhe porque queria mais uma folha em branco, e o aluno falou: eu tentei responder as questões, rabisquei tudo, fiz uma confusão danada e queria começar outra vez.

Apesar do pouco tempo que faltava, o professor confiou no rapaz, deu-lhe a folha em branco e ficou torcendo por ele. A atitude do aluno causou simpatia ao professor que, tempos depois, ainda se lembrava daquele episódio simples, mas significativo.

Assim como aquele aluno, nós também recebemos, a cada dia, uma nova folha em branco. E muitos de nós só temos feito rabiscos, confusões, tentativas frustradas e uma confusão danada… Outros apenas amassam essa nova página e a arremessam na lixeira, preferindo a ociosidade, gastando o tempo na inutilidade.

Talvez hoje fosse um bom momento para começar a escrever, nessa nova página em branco, uma história diferente, visando um resultado mais feliz.

Assim como tirar uma boa nota depende da atenção e do esforço do aluno, uma vida boa também depende da atenção e da dedicação de cada um.

Não importa qual seja a sua idade, a sua condição financeira, a sua religião… Tome essa página em branco e passe sua vida a limpo. Escreva, hoje, um novo capítulo, com letras bem definidas e sem rasuras. E o principal: que todos possam ler e encontrar lições nobres. Não se preocupe em tirar nota dez, ser o primeiro em tudo, preocupe-se apenas em fazer o melhor que puder.

Pense que mesmo não tendo pedido, você recebeu uma nova folha em branco, que é o dia de hoje. Por isso, não se permita rabiscar ou escrever bobagens nesta nova página, nem desperdiçá-la.

Aproveite essa nova chance e escreva um capítulo feliz na sua história. Use as tintas com lucidez e coragem, com discernimento e boa vontade. Não poupe as palavras: dignidade, amizade, fraternidade, esperança e fé. Assim, ao terminar de escrever esse novo capítulo da sua vida, você não verá rasuras nem terá que reescrevê-lo em tempo algum, porque foi escrito com nobreza e sabedoria.

Pense nisso! Aproveite este dia e ame com todas as forças do seu coração, sem restrições, sem ver defeitos ou tristezas. Conjugar o verbo amar é escrever uma história feliz.

Não espere que a melhoria, a prosperidade e o bem-estar caiam do céu milagrosamente, sem fazer força. Tudo tem o preço da conquista, da busca, da participação, do esforço.

São muito potentes os talentos que você dispõe, ainda não explorados pelo seu pensar e sentir, e muitas são as suas possibilidades de crescer e conquistar o que mais quer ou precisa, chegando à felicidade. Basta que não amasse nem rabisque de forma inconsequente essa página em branco, chamada hoje.

Autor desconhecido


Parabéns Dalva Lemos

Diretora da revista Caras e Nomes Dalva Lemos

Uma das grandes bênçãos da vida é a experiência que os anos vividos nos concedem. Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar os nossos dias. Hoje, mais um a janela se abre diante de seus olhos, mais um espinho foi retirado da flor, restando apenas a beleza de tão bela data. Os sintomas da felicidade se traduzem do otimismo, na fé, na esperança tenho empenho por se ser melhor a cada dia. Continue firme pelos caminhos da virilidade e suas verdades. Que Deus te ilumine, todos os dias de sua vida.

Feliz Aniversário!

Super Dica de moda Caras e Nomes: vestido mullet

comprimento mullet está em alta, e não estamos falando do corte de cabelo que foi sucesso na década de 1980, mas sim daquele tipo de roupa curta na frente e mais longa atrás. O que antes era coisa de celebridade virou tendência e agora está nas vitrines deixando as roupas mais bonitas.

O modelo é ideal para quem não se arrisca no longo, mas também não abre mão de deixar as pernas à mostra. Destaque para os vestidos e saias, que ficam super estilosos com esse tipo de modelagem.

Por ser diferente e ousado, o mullet também é uma excelente opção para inovar no look festa. Acompanhado de bordados, brilhos e aplicações, o vestido mullet para festa fica ainda mais charmoso. Com tecidos fluidos, dá movimento e um ar de leveza.

Até as noivas podem apostar na tendência do comprimento mullet como um detalhe para o vestido que será usado no grande dia. Apesar de fugir do tradicional, o vestido mullet para noivas não deixa de ser romântico e combinar com a ocasião.

Para aquelas que acharem difícil usar a tendência mullet nas saias e vestidos, uma sugestão é apostar nas blusas e camisas. Comece com comprimentos mais discretos na parte de trás até se acostumar com o modelo.

Como usar comprimento mullet

Não existem regras para usar o vestido mullet, mas a boa e velha dica do bom senso cabe muito bem nessa tendência. Saias e vestidos muito curtos na frente ou coladíssimos nos quadris deixam o look vulgar. Portanto, o melhor é procurar um modelo que misture e sensualidade dos minis e a elegância dos longos na medida certa.

Em relação à proporção dos comprimentos, as mais ousadas podem usar a parte de trás bem comprida, formando como se fosse uma cauda mesmo. Para quem não se sente preparada para ousar tanto no visual, a dica é escolher peças que não possuem tanta diferença nos comprimentos.

WILLIAM SANTOS APRESENTA A 10º EDIÇÃO DA REVISTA CARAS E NOMES PARA PAULINHA LOBÃO

Este colunista participou do programa Algo Mais da TV Difusora afiliada do SBT apresentado pela querida Paulinha Lobão. O mesmo apresentou a 10º edição da revista Caras e Nomes onde traz quatro páginas do aniversário da musa maranhense. Tudo de bom!

Por: William Santos

Aniversário de São José de Ribamar

Por: Luana Santos

O município de São José de Ribamar que já se destaca por conta do  potencial turístico comemorou o aniversário de 59  anos de emancipação política em clima de satisfação e saudações ao prefeito  Gil Cutrim.

A população ribamarense recebeu de presente uma maratona de obras como escolas, praças, SAMU, pavimentação de ruas, que a revista Caras e Nomes, já publicou no site.

No último sábado (24) foi entregue ao município a maternidade municipal  e a pavimentação de ruas, ao lado de autoridades como o secretário Luis Fernando o secretário de assuntos políticos  Hildo Rocha,o deputado Jota Pinto ,vereadores  e  secretários do município.

No período da tarde houve manifestações de cultura como capoeira e logo em seguida o culto ecumênico que contou com a presença do prefeito Gil Cutrim, o pastor Joberth e o padre Claudio Roberto, que agradeceu a Deus pelas bênçãos alcançadas no município.

Na festa de comemoração do aniversário  um bolo de 200kg e 15 metros,foi entregue aos moradores  e o primeiro pedaço de bolo  foi oferecido pelo  prefeito   para uma   criança.

Para animar os moradores, houve show de bandas como o forró Vadiê e a atração principal ficou por conta do Forró Real, que agitou o público até altas horas da noite.

O secretário e ex prefeito Luis Fernando

As autoridades que estiveram presentes

Equipe da Samu

Inauguração da Maternidade Municipal

Prefeito, observando umas das primeiras recém-nascidas da maternidade

Prefeito, Gil Cutrim

Prefeito Gil Cutrim, passeando pelas ruas

Praça do Barbosa

Praça da Cidadania

Inauguração da pavimentação da travessa 28 de julho

A população Ribamarense

Forró Vadiê

Forró Real

Clima seco e calor forte exigem cuidados especiais

Céu com poucas nuvens, temperaturas que variam de 38°C a 42°C. Com o tempo seco, a sensação de calor aumenta e quem precisa ficar exposto ao sol tem que se proteger. A Revista Caras e Nome separou algumas dicas de proteção para esses dias de muito calor e sol forte. A principal recomendação é ingerir muito líquido para manter o corpo hidratado e não esquecer de usar protetor solar compatível à sua pele.

A exposição a períodos de calor intenso, durante vários dias consecutivos, constitui uma agressão para o organismo, podendo conduzir a:

  • Desidratação;
  • Agravamento de doenças crónicas;
  • Esgotamento;
  • Golpe de calor.

São mais vulneráveis ao calor:

  • Crianças nos primeiros anos de vida;
  • Pessoas idosas;
  • Portadores de doenças crónicas (cardiovasculares, respiratórias, renais, diabetes e alcoolismo);
  • Pessoas obesas;
  • Pessoas acamadas;
  • Pessoas com problemas de saúde mental;
  • Pessoas que tomam alguns medicamentos, tais como anti-hipertensores, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos, neurolépticos, entre outros;
  • Trabalhadores expostos ao sol e/ou calor;
  • Pessoas que vivem em más condições de habitação.

Para a prevenção dos efeitos do calor intenso, recomenda-se:

  • Aumentar a ingestão de água ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede.
  • As pessoas que sofram de doença crónica ou que estejam a fazer uma dieta com pouco sal ou com restrição de líquidos, devem aconselhar-se com o seu médico ou contactar a Linha Saúde 24 – 808 24 24 24.
  • Evitar bebidas alcoólicas e bebidas com elevados teores de açúcar.
  • Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes podem não sentir ou não manifestar sede, pelo que são particularmente vulneráveis. Ofereça-lhes água e esteja atento e vigilante.
  • Devem fazer-se refeições leves e mais frequentes. São de evitar as refeições pesadas e muito condimentadas.
  • Permanecer duas a três horas por dia num ambiente fresco, ou com ar condicionado, pode evitar as consequências nefastas do calor, particularmente no caso de crianças, pessoas idosas ou pessoas com doenças crónicas. Se não dispõe de ar condicionado, visite centros comerciais, cinemas, museus ou outros locais de ambiente fresco. Evite as mudanças bruscas de temperatura. Informe-se sobre a existência de locais de “abrigo climatizados” perto de si.
  • No período de maior calor tome um duche de água tépida ou fria. Evite, no entanto, mudanças bruscas de temperatura (um duche gelado, imediatamente depois de se ter apanhado muito calor, pode causar hipotermia, principalmente em pessoas idosas ou em crianças).
  • Evitar a exposição directa ao sol, em especial entre as 11 e as 17 horas. Sempre que se expuser ao sol ou andar ao ar livre, use um protector solar com um índice de protecção elevado (igual ou superior a 30) e renove a sua aplicação sempre que estiver exposto ao sol (de 2 em 2 horas) e se estiver molhado ou se transpirou bastante. Quando regressar da praia ou piscina volte a aplicar protector solar, principalmente nas horas de calor intenso e radiação ultravioleta elevada.
  • Ao andar ao ar livre, usar roupas que evitem a exposição directa da pele ao sol, particularmente nas horas de maior incidência solar. Usar chapéu, de preferência com abas largas, e óculos que ofereçam protecção contra a radiação UVA e UVB.
  • Evitar a permanência em viaturas expostas ao sol, principalmente nos períodos de maior calor, sobretudo em filas de trânsito e parques de estacionamento. Se o carro não tiver ar condicionado, não feche completamente as janelas. Levar água ou sumos de fruta naturais sem adição de açúcar para a viagem e parar para os beber. Sempre que possível viajar de noite.
  • Nunca deixar crianças, doentes ou pessoas idosas dentro de veículos expostos ao sol.
  • Sempre que possível, diminuir os esforços físicos e repousar frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados. Evitar actividades que exijam esforço físico.
  • Usar roupa larga, leve e fresca, de preferência de algodão.
  • Usar menos roupa na cama, sobretudo quando se tratar de bebés e de doentes acamados.
  • Evitar que o calor entre dentro das habitações. Correr as persianas ou portadas e manter o ar circulante dentro de casa. Ao entardecer, quando a temperatura no exterior for inferior àquela que se verifica no interior do edifício, provocar correntes de ar, tendo em atenção os efeitos prejudiciais desta situação.
  • Não hesitar em pedir ajuda a um familiar ou a um vizinho no caso de se sentir mal com o calor.
  • Informar-se periodicamente sobre o estado de saúde das pessoas isoladas, idosas, frágeis ou com dependência que vivam perto de si e ajudá-las a protegerem-se do calor.
  • As pessoas idosas não devem ir à praia nos dias de grande calor. As crianças com menos de seis meses não devem ser sujeitas a exposição solar e deve evitar-se a exposição directa de crianças com menos de três anos. As radiações solares podem provocar queimaduras da pele, mesmo debaixo de um chapéu-de-sol. A água do mar e a areia da praia também reflectem os raios solares e estar dentro de água não evita as queimaduras solares das zonas expostas. As queimaduras solares diminuem a capacidade da pele para arrefecer.

Com informações do Portal Saúde

Marcio Weba

Um homem que constrói a sua vida sob os alicerces do amor, do respeito e da união. Assim é Márcio Weba, prefeito da cidade de Araguanã- MA. Márcio vive sua plena realização pessoal e profissional, refletida nos atos e nos olhos de um homem que alcançou o seu lugar. Ele prestigiou o casamento da sobrinha-irmã, Natássia Weba com Telmo Jr. Em meio ao requinte da noite, era notória a alegria e satisfação de todos os presentes que fizeram questão de fazer bons votos para o casal. Márcio estava acompanhando de sua esposa Edwiges Weba e de seu filho Victor. O herdeiro do casal, acompanhou os pais na elegância e mostrou que carisma não tem idade. Vestido com um pequeno príncipe ele esteve ao lado de Edwiges e Márcio completando a imagem de uma família verdadeiramente feliz. Como uma família exemplar, eles levaram aos noivos todo o seu carinho, atenção e amor. A REVISTA CARAS E NOMES registrou cada momento desse dia inesquecível. Acompanhe e Encante-se!!
Sarneys e Webas juntos
Duas famílias de forte tradição no Estado, unidas pelo amor em um moderno conto de fadas. Foi assim a união do jovem casal Natássia Weba e Telmo Junior. O tio e irmão da noiva, prefeito de Araguanã, Marcio Weba, foi um dos que mais se emocionou na cerimônia. Ao lado da sua família ele desejou muitas felicidades ao jovem casal e disse sentir a sintonia perfeita entre os dois que estão vivendo um momento mágico, “Esse é um momento histórico para as famílias Sarneys e Webas que já estão juntas na política a mais de 30 anos e agora juntas no amor com o casamento desses dois jovens apaixonados e felizes, só posso desejar a eles toda felicidade do mundo ao casal”, disse o prefeito.
Elegância e estilo do casal
Elegantíssimos, eles adentraram o salão da Casa de Eventos Luis XIII, com uma produção pra lá de especial. Edwiges estava vestida em uma belíssimo vestido vermelho, que realçou ainda mais sua beleza – uma verdadeira beldade. Márcio acompanhou a esposa com um figurino alinhadíssimo – um dos casais mais bem vestidos da festa. Com alegria estampada no rosto, Márcio Weba e sua esposa Edwiges Weba prestigiaram o casamento de Natássia Weba e Telmo Jr. No sorriso, a satisfação de fazer parte da realização de um ente querido. Márcio e Edwiges Weba reconhecem a felicidade da união de um casal que se ama e são a prova de que só o amor pode manter uma família unida e feliz. Márcio Weba, que é tio e irmão da noiva Natássia, desejou votos para o casal.

Marcio e Edwiges Weba eles caíram na dança

A festa só começa de verdade quando os convidados caem na dança. Márcio e Edwiges Weba deram um verdadeiro show no salão do Luís XIII embalado por canções animadas, que se encaixaram perfeitamente no momento de alegria vivido pela família. Dançando, eles mostraram toda química e companheirismo de um casal feliz e apaixonado.

A alegria da família Weba continuou nodia seguinte, quando todos foram continuar a comemoração na casa do deputado Hemetério Weba, com um grande churrasco. O prefeito de Araguanã, ,Márcio Weba esteve presente com seus filhos e sua bela esposa Edwiges. Com seu carisma e simplicidade, Márcio vive a realização dos seus sonhos. Para isso, ele conta o apoio e a dedicação daqueles que ama. Espelhando- se na carreira política do pai e amigo, o deputado Hemetério Weba, recebe também o carinho da mãe, dona Iracy Weba. E com esse apoio ele segue realizando grandes feitos na cidade de Araguanã ratificando suas raízes e mostrando que possui competência.

Eu sou esse cara, feliz

Márcio Weba está no melhor momento da sua história pessoal e profissional. Ele deposita na família todo crédito que vem conquistando. O prefeito REVELOU à REVISTA CARAS E NOMES o segredo de sua realização. “Sou muito feliz com a minha esposa e com meu dois filhos. Com meu pai, mãe e irmãos que amo demais. Eu sou esse cara feliz”, afirma. Márcio Weba é um homem realizado. O seu trabalho na cidade de Araguanã -MA reforça o talento e reafirma a certeza de quem sabe fazer. “Eu sou um pai presente e às vezes super protetor, às vezes a minha esposa reclama desse meu jeito, mas sou assim mesmo, amo de paixão minha família, Edwiges, Victor e Stelinha são minhas paixões, meu combustível”, declarou Marcio em tom de muito entusiasmo. Na casa dos seus pais Hemetério Weba e dona Iraci Weba o jovem Márcio é a pura expressão da liberdade e da descontração. Conversando com os amigos a beira da piscina, exibindo com orgulho a camisa do Vasco, time do coração, ele se sente nos braços da paz, repousando e recuperando as energias para encarar a administração pública em Araguanã, uma cidade que é um pedaço do seu coração, “Vocês podem observar que mesmo estando na casa dos meus pais Araguanã se faz presente através de amigos que trago de lá. Aqui é apenas descanso, em Araguanã é que sou desafiado todos os dias, enfrentando as dificuldades para fazer uma boa administração”, comentou.

Pai coruja

Pai de Victor e Stella, frutos da união com a advogada Edwiges Weba, o prefeito pauta a relação com os filhos e esposa com amor e respeito. Em clima de descontração, o paizão Márcio Weba se diverte com seus filhos na piscina e mostra que, além de ser um grande político, sabe valorizar os momentos em família, estando próximo dos seus filhos e presenciando cada momento de suas vidas.

“Eu sempre fui e sou um pai muito presente e preocupado com meus filhos. Tenho muito cuidado. Minha esposa também é muito cuidadosa com a família e dedicada”, revela Márcio.

Caras e Caras!

A coluna CARAS E CARAS do colunista social William Santos está cheio de novidades e com uma roupagem nova, os registros especiais do querido colunista social Salomão Medeiros do Rio Grande Norte, do vereador Ivaldo Rodrigues, das empresárias Tereza Santos, Fernanda Moraes, Glícia Gentil (O Boticário) que aparece com os seus filhos. Tudo isso na nova edição da revista Caras e Nomes, já nas bancas!

Por: William Santos

Com a palavra a DESEMBARGADORA NELMA SARNEY

Nelma Celeste Souza Silva Sarney Costa é natural de São Luis-MA, cidade onde concluiu seus estudos. Do básico até o nível superior, optando por Direito, na Universidade Federal do Maranhão.
Nelma Sarney foi advogada da Companhia Energética do Maranhão e Conselheira da Diretoria da OAB, seccional do Maranhão em dois mandatos. Ingressou na Magistratura em 1986, ocupando sucessivamente as comarcas de Alcântara, Ribamar e Itapecuru Mirim. Na capital, exerceu as funções de Juíza auxiliar da 1ª vara Criminal, juíza substituta da 2ª vara da Família e da 7ª vara Cível, juíza Titular da 3ª vara da Família e diretora do Fórum Desembargador Sarney Costa no biênio 1994/1995.
Até ser eleita desembargadora, em 2001, exercia os cargos de juíza auditora da Justiça Militar do Estado do Maranhão, juíza Eleitoral da 76ª zona, membro da Comissão de Reforma do Código Penal Militar, presidente e vice-presidente da Associação dos Magistrados das Justiças Militares Estaduais (AMAJME) eprofessora assistente de ensino do Departamento de Direito, Economia e Contabilidade da Universidade Estadual do Maranhão.
As vésperas de ser avó pela quinta vez, ela vive um momento de consolidação da sua carreira como magistrada e também na vida pessoal. Se dividindo em mãe, avó, dona de casa, esposa (ela é casada com Ronald Sarney, irmão do presidente do senado José Sarney) e profissional
ela brinca e diz que precisa de um clone urgentemente, nada mal para uma mulher que sempre pautou as ações na ética e na seriedade e hoje é uma das mulheres mais respeitadas e admiradas do Estado do Maranhão. E é com essa grande mulher que abrimos a nossa coluna de entrevista da décima edição da revista CARAS E NOMES, leia e encante – se!!!!
CN : Desembargadora, para o início da nossa conversa gostaria de saber como a Srª vê essa união, agora matrimonial através de Telmo Jr. e Natássia Weba de duas tradicionais famílias do Maranhão?
NS: Importante a família de Hemetério Weba que já é bem grande, fica bem maior com a união de Natássia Weba e Telmo Jr. e são lideranças importantes do nosso Estado que se unem em torno de uma família que está começando e que logo vai crescer para gente foi muito bom, é muito importante isso significa muito. Nós vamos ajudar no crescimento do casal, que eles sejam muito felizes com apoio de toda a família.
CN: Qual o momento que para a srª  será inesquecível dessa cerimônia?
NS: O momento em que eu entrei com ele (Telmo jr.), aquele momento ali quando vi meu pai sentado, esperando e meu pai abraçou, beijou muitas vezes ele, desejando felicidades e eu disse a ele que naquele momento ele estava fazendo parte de uma família consolidada e o que eu desejo ao casal é toda felicidade do mundo.

CN:  Desembargadora como a srª classifica o atual momento do judiciário maranhense nisso que chamamos de um novo modelo de justiça?
NS: O poder judiciário no Maranhão está atravessando um momento de consolidação. Nós tivemos muitas mudanças que foram muito significativas e que precisavam serem feitas. Hoje na Administração do desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto essas mudanças estão consolidadas e o nosso próximo presidente que é o desembargador Guerreiro Jr. está fazendo um grande trabalho na Corregedoria Geral da Justiça.
CN: O Poder Judiciário precisa de uma direção gestora, planejando, executando e acompanhando as ações, como a srª viu a ação do desembargador Guerreiro Jr. visitando as comarcas do nosso Estado?
NS: Ele foi o 1º corregedor que visitou todas as comarcas do nosso Estado e na administração dele, além das mudanças para as comarcas, ele vai instalar em quase todos os municípios, comarcas para que o poder Judiciário esteja presente em todos os municípios do Estado.
CN: Sabemos que o Conselho Nacional de Justiça tem 02 faces e a criação do CNJ obriga a enfrentar questões urgentes sobre sua atribuição, composição e função no estado democrático de direito…
NS: A criação do CNJ( CONSELHO Nacional de Justiça) foi o momento de maior impacto para todo poder judiciário, isto por que nós não esperávamos um conselho misto, não era a nossa ideia. Nós sempre apoiamos a criação de um conselho que viesse colaborar com a parte administrativa dos Tribunais, auxiliar nas administrações dos tribunais, na melhoria dos serviços judiciários. Mas o CNJ ele tem essa composição mista de uma feição, não de um órgão do poder judiciário, como diz a constituição, mas ele esta nessa composição como um órgão muito maior que o positivo para nós do poder judiciário.
CN: A busca pela igualdade, inclusive no sentido da equiparação de direitos entre homens e mulheres vem ganhando relevância na sociedade brasileira. No poder judiciário é nítido o reflexo dessa tendência, como a srª define esse momento?
NS A mulher hoje tem a sua posição consolidada na sociedade, inclusive na magistratura, nos cursos públicos o maior índice de aprovação é entre as mulheres. Elas estão em todas as áreas, na segurança pública, na área de transporte, nas siderúrgicas, usinas, nas
minas enfim, em todos os segmentos. A mulher desempenha um papel fundamental no mercado de trabalho que chega até a intimidar alguns homens com a presença maciça delas nas mais diversas áreas. A mulher ocupou definitivamente o seu espaço, temos como maior exemplo a nossa presidente Dilma e aqui no Estado a governadora Roseana Sarney, na política, o papel da mulher também está consolidado.
CN: Para finalizar a nossa conversa. Qual o papel da sua família na sua formação humanística?
NS: Eu tenho 36 anos de casada e uma família consolidada, graças a Deus. O apoio da família eu sempre tive, inclusive nos momentos mais difíceis e decisivos, como no dia em que resolvi trocar uma carreira de advogada já consolidada na capital, advogada das Centrais Elétricas do Maranhão, já no topo da carreira, para começar tudo de novo, num concurso para Magistrada e ir para o interior, onde fui
juíza em Alcântara, Balsas, Ribamar, Santa Inês, Itapecuru e por fim São Luis em seguida o Tribunal de Justiça. Todo esse sucesso obviamente eu devo a minha família, da compreensão do meu marido e das minhas filhas.

Dr. Sérgio Muniz

Um dos principais nomes do Poder Judiciário do Estado do Maranhão é um exemplo de competência e dedicação ao trabalho. O juiz Sérgio Muniz se destaca como um atuante jurista em nosso país. Dono de um currículo impecável, ele agrega qualidades como empenho e responsabilidade. Aos 41 anos de idade, o ludovicense formado pela Universidade Federal do Maranhão tem 17 anos de profissão e mais de 770 processos julgados apenas nos últimos vinte meses, tempo em que exerce a função de Juiz na Corte Eleitoral Maranhense.

Sérgio Muniz exerceu as funções de bancário do extinto Banco do Estado do Maranhão-BEM, primeiro assessor jurídico do Uniceuma, assessor da Corregedoria Geral do Tribunal de Justiça, assessor jurídico da prefeitura de Santa Rita e, ao longo dos anos, de mais de 40 prefeituras no Estado do Maranhão, foi advogado do escritório Sousa e Sousa Advocacia e Consultoria e depois montou seu próprio escritório que hoje faz assessoria para 12 prefeituras. Em 2009 tornou-se membro do Tribunal Regional Eleitoral na classe dos juristas. Ele é filho do também advogado Antônio José Muniz. Dr. Muniz, como é conhecido, foi duas vezes Chefe da Casa Civil do Governo do Estado, três vezes Sub Chefe, Diretor Administrativo do Banco do Estado do Maranhão e, atualmente, é Sub-Secretário da Casa Civil do governo Roseana Sarney. Sua mãe, dona Níusmar de Paula Barros Muniz é funcionária aposentada do INSS.

O Juiz é casado com Janaina de Freitas Araujo Muniz e tem quatro filhos. São eles: Maria Isabella de Freitas Araújo, Vanessa Carolina de Araújo Muniz, Sérgio Murilo Filho de Araújo Muniz e Sérgio Henrique de Araújo Muniz. A REVISTA CARAS E NOMES entrevistou esse grande profissional e descobriu detalhes de sua carreira de sucesso, além de esclarecer dúvidas sobre as novas leis eleitorais. Leia e informe-se:

CN: Como o senhor avalia a carreira de jurista?

Sérgio Muniz – A carreira é difícil, mas é extremamente prazerosa. No direito você vive situações que te levam a estar o tempo inteiro estudando e buscando a concretização de um sonho.

CN: Quais são os benefícios dessa carreira?

Sérgio Muniz – O advogado vive uma vida de esperanças em constante busca por resultado. O grande prazer da advocacia não é apenas o alcançado pelo dinheiro que o exercício da profissão propicia, mas também vencer e demonstrar que a tese adotada em defesa do seu cliente era a correta.

CN: Dr. Sérgio, a justiça eleitoral está cada vez mais empenhada em punir as irregularidades das campanhas eleitorais, o que pode impugnar uma candidatura hoje?

Sério Muniz – Depende da forma que você visualiza o termo impugnação. As irregularidades são muitas. Você tem desde uma fase de registro de candidatura em que as impugnações são feitas pelos adversários ou pelo Ministério Público em decorrência de irregularidades praticadas pelo candidato, rejeição de suas contas enquanto gestor público, suspensão dos direitos políticos, inelegibilidades natas como as decorrentes de parentesco, e tantas outras previstas na Lei Complementar nº 64/90 com as alterações produzidas pela Lei Complementar nº 135/2010 (Lei da ficha limpa) até as investigações e impugnações resultantes do exercício efetivo da campanha em que se entenda ter havido abuso de poder, corrupção ou fraude.

CN: Qualquer pessoa pode pedir a impugnação de um candidato?

Sérgio Muniz – Você pode fazer de forma indireta pedindo ao Ministério Público ou, se for candidato, partido político ou coligação, pode entrar diretamente com a ação pertinente apontando os fatos e circunstâncias que entender irregulares, indicando as provas com que pretende comprovar o alegado. Não adianta as pessoas pensarem  que podem influenciar a decisão de um juiz plantando informações na mídia. O juiz se atem ao que está nos autos do processo. Se nos autos existirem provas contundentes de que realmente aconteceram irregularidades ou que o cidadão é inelegível ele certamente tomará uma decisão coibindo essa prática.

CN: O senhor tem recebido muitos pedidos?

Sérgio Muniz – Na verdade, nós atuamos em instância recursal. Os processos nos chegam já em grau de recurso, salvo o Recurso Contra a Expedição do Diploma que, tendo natureza jurídica de ação, tem competência originária do Tribunal. De qualquer forma, tomando os processos distribuídos desde 2005 para fins de igualar os gabinetes na totalização de processos, o meu gabinete recebeu 812 processos contra 466 do segundo Gabinete que mais os recebeu. Também fui o juiz que mais recebeu processos de registro de candidatura nas eleições passadas e os julguei, juntamente com meus pares, dentro do prazo assinalado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Fui o juiz que mais julgou processos nesse biênio, já julguei mais de 770 processos no TRE e tenho a pretensão de zerar todos os processos do meu gabinete até o mês de setembro.

CN: Então o senhor tem muita produção.

Sérgio Muniz – Eu produzo muito, mas porque eu tenho um compromisso comigo mesmo que é tornar essa atuação o mais próximo do que eu acho correto, além do que tenho uma equipe afinada com o meu entendimento jurídico e com o meu compromisso com os jurisdicionados.

CN: Qual o seu balanço das eleições de 2010?

Sérgio Muniz – Ao que tudo indica, me pareceter sido uma eleição equilibrada e pouco afeita à irregularidades que pudessem ensejar processos. Nós tivemos uma dedicação muito grande por parte dos membros do TRE.

CN: Quanto à Lei 135/2010 popularmente conhecida como Lei da “ficha limpa”, a mídia o colocou como o “vilão” pela não aplicação da Lei na ultima eleição.

Sérgio Muniz – Fomos bombardeados pela imprensa por ser o primeiro Estado a dizer que a nova lei não se aplicava a essas eleições. Recebemos críticas pesadas do comentarista Arnaldo Jabor e o jornalista Willian Bonner disse que nós tínhamos ‘mutilado’ a lei e no final nós sustentamos a decisão que veio a ser, posteriormente, reconhecida como correta pelo Supremo Tribunal Federal. Eu fui a primeira pessoa a dizer que a lei não se aplicava e o fiz no Congresso da OAB ocorrido antes mesmo do início da fase de registro de candidaturas. Posteriormente, essa tese foi a vencedora em brilhante voto proferido pelo Juiz Magno Linhares, pois a aplicação da lei naquele momento não atendia os ditames constitucionais. Assim, afastamos a aplicabilidade da norma para as eleições de 2010.

CN: Nos fale da constitucionalidade ou não dessa Lei.

Sérgio Muniz – Sob o meu ponto de vista, a lei possui uma inconstitucionalidade na origem. Quando um projeto de lei é alterado em uma Casa Legislativa ele precisa retornar à casa de origem para que seja feita uma nova discussão. Quando o projeto chegou ao Senado houve uma alteração de tempo verbal que passava para o futuro a aplicação da norma. Nesse momento deveria ter retornado para Câmara, mas não retornou. Foi encaminhado diretamente para a Presidência para ser sancionada pelo Presidente. Esse é o primeiro elemento irregular da norma. O segundo, é que em que pese o esforço de tantos em dizer que inelegibilidade é requisito para a candidatura, eu não consigo enxergar dessa forma. Para mim, nos termos propostos, é sanção e como tal deve ser vista.

CN: A pressão popular contribuiu para que a lei ‘ficha limpa’ fosse analisada dessa forma?

Sérgio Muniz – Hoje tem vigorado no Brasil uma situação em que a opinião pública fala mais alto do que algumas normas técnicas do direito. E, muitas das vezes, julgamentos estão sendo conduzidos pela opinião pública.

CN: Nas próximas eleições ela já será aplicada?

Sérgio Muniz – Ela já será aplicada, resta saber se será aplicada para os casos havidos após sua entrada em vigor ou se vai retroagir para atingir fatos passados, o que para mim não seria correto.

CN: Quais mudanças poderão ocorrer nas próximas eleições?

Sérgio Muniz – A grande evolução na Justiça Eleitoral, ao meu ver, é a eleição pela biometria. No momento em que conseguirmos implantar efetivamente o sistema, nós vamos conseguir afastar a incidência de fraudes eleitorais. No momento em que conseguirem fazer com que aquela pessoa e somente ela possa votar será um grande avanço para a Justiça Eleitoral.

CN: Quais os principais avanços do TRE do Maranhão nos últimos anos?

Sérgio Muniz – O Tribunal do Maranhão tem se notabilizado nos últimos anos como um dos que melhor presta a jurisdição. Tem um corpo funcional extremamente capacitado. Tenho certeza de que as revisões eleitorais que são feitas nos municípios visando tornar mais efetivo e real o corpo eleitoral, a implementação do processo de biometria e aplicação da nova legislação eleitoral vão fazer com que as próximas eleições sejam mais justas e dinâmicas. Além disso, é um Tribunal de Vanguarda, que não teme defender seus pontos de vista, nem aceita ser puro e simples repetidor de decisões do TSE.

CN: Na sua opinião, as leis eleitorais tem se tornado mais duras?

Sérgio Muniz – As eleições não estão mais duras e sim mais justas, no sentido de fazer com que seja eleito quem o povo realmente quer eleger.

CN: Então o senhor aprova essas mudanças?

Sérgio Muniz – Aprovo. O que eu não aprovo é que estão tentando transformar a Justiça Eleitoral em segundo ou terceiro turno de eleição, ou seja, você perde a eleição e passa a criar factoides para tentar fazer com que a justiça tire do cargo a pessoa eleita e eleve o segundo colocado. Além da Justiça Eleitoral não ser segundo grau de eleição, ela também não pode ser colocada na condição de substituto de eleitor. O povo vota de acordo com a sua consciência.

CN: E como está a consciência do eleitorado em relação à importância do seu voto?

Sérgio Muniz – Estamos conscientizando o povo de que ele não deve vender o voto. É importante que ele vote com a sua consciência e de acordo com o que ele espera do candidato. Acredito que o povo está ficando mais consciente, a educação faz isso. Quando você consegue educar, consegue afastar determinados ranços antigos.

CN: Como o senhor avalia a Lei de Responsabilidade Fiscal?

Sérgio Muniz – Essa lei é um dos grandes avanços legais do país. Juntamente com a lei da ‘ficha limpa’ é uma evolução enorme no sentido de tornar o nosso país melhor.

CN: Então o senhor não é contra a lei da ‘ficha limpa’?

Sérgio Muniz – Eu não sou contra a lei da ficha limpa, pelo contrário, eu aplaudo. Eu sou contra a sua aplicação de forma errada e reconheço os vícios de técnica legislativa que ocorreram.

CN: Quais os benefícios da Lei de Responsabilidade Fiscal?

Sérgio Muniz – Essa lei impõe uma situação que já era óbvia, mas que na prática não ocorria. Ela obriga o político a fazer planejamento. Essa é a grande evolução: forçar o cidadão a planejar um gasto dentro dos limites legais.

CN: Dr. Sérgio, o senhor é um homem com um currículo brilhante. Nos fale um pouco dos seus projetos.

Sérgio Muniz – Concomitante com o término de todos os processos do Gabinete eu tenho a pretensão de lançar um livro que elenque todas as teses aplicadas nos votos e os porquês dessas teses terem sido elemento motivacional das decisões. Além disso, comenta-se que o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão preencherá este ano a vaga do quinto constitucional que está criada. Se isto ocorrer e eu for chamado pelos meus pares para mais este desafio, não fugirei da luta e submeterei meu nome para ser mais um representante da classe dos advogados naquele Tribunal. Se for escolhido pela OAB como integrante da lista sêxtupla e pelo Tribunal para a tríplice, espero ser distinguido pela Governadora do Estado com a nomeação. Preencho os requisitos constitucionais, tenho serviços prestados na minha área com a classe, com a sociedade e também como Juiz e se entenderem que eu deva ser estarei pronto para atender ao chamado.

CN: Qual foi o fato mais marcante da sua carreira?

Sérgio Muniz – Na minha carreira tive muitos acontecimentos marcantes, um deles foi ter provado a inocência de uma pessoa acusada de matar um dos meninos emasculados do Maranhão. Por conta disso e por ter sido o primeiro, fui matéria publicada no The New York Times. Fui um dos primeiros, senão o primeiro, advogado do Maranhão a defender a tese de que o julgamento de contas de Prefeito perante Câmaras deve obedecer a um processo administrativo que culmine com um Decreto Legislativo, bem como a defender a tese de que o recebimento de denúncia em processo de cassação não precisa se fazer por maioria de 2/3. Como Juiz, defendi teses reconhecidas como corretas pelos Tribunais Superiores, como, por exemplo, de que quem julga conta de Prefeito é a Câmara e não o TCE; que basta apresentar as contas de campanha para obter quitação quando então se entendia que as contas deveriam ser aprovadas; que a Lei Complementar não se aplicaria para as eleições de 2010; que em caso de afastamento dos titulares as vagas pertenceriam aos suplentes da coligação e não do partido, dentre outras.

CN: Dr. Sérgio, agradecemos a sua participação na Revista Caras e Nomes e aguardamos a publicação do seu livro, que com certeza trará uma grande história de trabalho no Judiciário maranhense.

Sérgio Muniz – Eu também agradeço a entrevista e a oportunidade de poder mostrar um pouco do meu trabalho pelo Maranhão. Obrigado!

Explosão de menina na redação da Caras e Nomes

Carol Santos

Quem visitou a Revista Caras e Nomes, na tarde desta segunda-feira (04), foi Thiago Melônio,  vocalista da banda de forró Explosão de Menina, que falou sobre os três anos da banda,os shows e os planos para o futuro,juntamente com os seus parceiros de estrada.Muito sucesso.

Nota de Pesar

A REVISTA CARAS E NOMES lamenta profundamente o falecimento do deputado Federal, Luciano Moreira, que morreu na noite da última quinta-feira (16), em um trágico acidente de carro na estrada de Morros.

Luciano Moreira foi um dos mais importantes nomes da política maranhense e fez  contribuições significativas para a nossa democracia e desenvolvimento.

Com uma vasta experiência, ele ocupou postos importantíssimos nas administrações governamentais. Foi secretário por diversas vezes e sempre trabalhou em prol do Estado do Maranhão.

A família CARAS E NOMES oferece seus sentimentos à família do deputado Luciano Moreira e lamenta essa grande perda. Mas agradece todas as contribuições que ele fez em vida para a nossa política.

Por: Raíla Maciel

A brecha

A partir de amanhã, sexta-feira (03), o site da REVISTA CARAS E NOMES vai trazer para você uma coluna especial escrita pela jornalista Raíla Maciel. A coluna “A Brecha” será um momento dedicado à reflexão, em meio à correria da semana.

Por isso, a partir de amanhã abra uma brecha no seu tempo para que a luz entre em sua vida.

II Casar Bem Noivas e Festas São Luís

Sofisticação, requinte e originalidade, é  assim que  REVISTA CARAS E NOMES define o evento Casar Bem: Noivas e Festas.  A segunda edição do maior evento de festas de casamento do Estado realizada no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana  foi  apresentada em grande estilo e deixou as noivas e noivos com vontade de bis.

As organizadoras, Rafaela Albuquerque e Isabela Murad, apostaram na diversidade para atrair diferentes públicos ao evento. Elas pensaram em todos os detalhes que fazem a diferença em uma festa. Em entrevista à nossa equipe de reportagem, Rafaela Albuquerque falou sobre o primeiro dia de evento.

“Acredito que a principal atração do evento são os próprios expositores, eles trazem as novidades, mas esse ano nós temos alguns diferenciais. Fizemos uma programação que contempla palestras e workshops (…) Eu estou muito feliz com esse primeiro dia e espero que os outros também sejam muito bons”, Rafaela Albuquerque.

II Casar Bem Noivas e Festas

O ponto alto da noite foi o desfile de vestidos de noiva da estilista Lethicia Bronstein (São Paulo). Com um toque que reúne glamour e leveza, a estilista encantou o público com seus modelos. Outra presença marcante foi a do Hair Stylist Peppe (W, São Paulo).  Durante o evento pode se perceber a riqueza e os detalhes que devem ser pensados quando se planeja um casamento, cada lounge trazia uma sensação diferente e um toque especial que parecia despertar as noivas e futuras noivas a imaginar como será o seu dia de princesa.

II Casar Bem Noivas e Festas

II Casar Bem Noivas e Festas

Pensando em todos os detalhes

Tudo o que é preciso saber para fazer uma festa de casamento majestosa estava reunido em um só lugar. Os expositores deram um verdadeiro show de criatividade, com destaque para a decoração de ambientes e para os bolos gigantes, sem esquecer a delicadeza das lembrancinhas e docinhos de festa e das bebidas apropriadas para cada ocasião.

II Casar Bem Noivas e Festas

II Casar Bem Noivas e Festas

Presenças Marcantes

Ivan Sarney e família.

Entre os convidados ilustres dessa primeira noite de evento estavam Jura Filho e sua esposa Naildes Lago,  Ivan Sarney e família, Cybele Lauande, Joana D’arc,  Ilze Rangel (Fofa), Ana Maria Dias Vieira, Carminha Cabral e muitos outros.

Por: Raíla Maciel

FELIZ DIA DAS MÃES

Hoje site da Revista CARAS E NOMES faz uma exuberante homenagem mais que merecida para as belíssimas mães, esse ser que cuida dos seus filhos como uma mina de ouro, um ser especia, para todos os filhos que valoriza e respeita as suas mães. Veja alguns registros e um FELIZ DIA DAS MÃES!

Tatiana Lobão e Pietro Lobão.

Tereza Santos entre os seus filhos WS e Franciane Santos.

Dalva Lemos e suas filhas Luana Lemos e Rafaela lemos.

Joana Darc entre Arthur e Brenda.

Josy Martins e Milena Martins.

Ana Luiza e Juliana Coelho.

Mônica Moreira Lima e Matheus M. Lima.

Fernanda Moraes entre Giovanni Moraes.

Glícia Gentil entre Filipe e Daniel Gentil.

Dallin Daenna entre Carol e Marcel Araujo.

Por: William Santos

BIMBA PREFEITO DE ROSÁRIO-MA

UM HOMEM É AQUILO QUE FAZ E DEFENDE
Após o almoço em comemoração a volta do secretário Ricardo Murad a equipe de
reportagem da revista Caras e Nomes, conversou descontraidamente com o prefeito Bimba de Rosário. Ele mostra a sua personalidade e o motivo de ser considerado um dos gestores mais polêmicos do Maranhão.

“Era uma vez um macaco que desafiava um elefante.Quando o elefante revidava o macaco subia em uma árvore. Então , o elefante que não podia subir na árvore,disse: O que me desafia não é você, mas o lugar onde você está.Esse lugar é o poder.Se não soubermos conduzir o poder ele vira contra gente”.


É com essa simples parábola, que o prefeito de Rosário, Bimba, nos passa uma valiosa lição sobre o poder, tão cobiçado pelos homens e que muitas vezes se reveste em veneno para suas próprias vidas. O engenheiro agrônomo que foi escolhido pela política agrega a praticidade de quem sabe o que é preciso fazer para melhorar as condições de vida de uma população aos valores e princípios que guiam as suas decisões e suas atitudes. Em dois anos de administração, o prefeito Bimba conseguiu modificar a realidade do município de Rosário através de um trabalho determinado e incansável. Apaixonado pela cultura maranhense, Bimba fala com brilho nos olhos sobre as iniciativas que se empenha em valorizar e incentivar na cidade de Rosário. Tendo a educação como prioridade de sua gestão, ele luta para garantir o acesso de todos os jovens rosarienses a essa que é principal porta para um futuro melhor. Revestido de polêmicas, ele se mantém em uma postura segura firme e segura sobre aquilo que faz e defende. Bimba é criticado por muitos, mas respeitado por todos aqueles que conhecem seu trabalho como gestor e sabem do seu compromisso com a função que desempenha. Aliado de longas datas da governadora Roseana Sarney, Bimba esteve presente no almoço oferecido por prefeitos e amigos em comemoração à volta de Ricardo Murad à secretaria de saúde e concedeu uma entrevista exclusiva e polêmica à Revista Caras e Nomes.

CARAS E NOMES: Prefeito Bimba, obrigada por nos conceder essa entrevista. Fale-nos sobre as principais realizações da sua administração em Rosário nesses dois anos de mandato.

BIMBA: Avançamos muito, modificamos a estrutura arcaica escondida numa capa transparente. Hoje Rosário se orgulha de ter uma Universidade, a UEMA está instalada com cursos presenciais de Matemática, Química, Filosofia e Letras. Os alunos tem acesso à Biblioteca, carteira de estudante e direito assegurado a meia passagem. Estamos avançando em infraestrutura. Em 12 anos, apenas quilômetros de estradas foram feitos. Em dois anos já fizemos 20 quilômetros e mais doze serão iniciados agora. Até pouco tempo a zona rural de Rosário não tinha uma ambulância. Hoje tem uma e o motorista mora lá, para que o socorro seja imediato. São coisas revolucionárias que provam que avançamos muito.

CARAS E NOMES: O senhor encontrou muitos problemas quando assumiu a prefeitura?

BIMBA: Rosário é um município antigo onde tudo o que acontecia era empurrado com a barriga e os problemas estão arrebentando agora no meu mandato. Recebi um município com um milhão e meio de salários atrasados. Eu paguei. A prefeitura de Rosário estava com oito anos de contas elétricas atrasadas, foram todas negociadas e estão sendo pagas. Rosário é uma cidade diferente: a torre da Igreja é para trás e o Rio Itapecuru corre para os dois lados. Então, tudo é complicado. Ninguém desce do palanque, dois anos depois da eleição continuo apanhando. Todos os dias estão me agredindo em rádio e televisão. Mas sabe por que eu sou apanhão? Por que eu nunca chamei nenhum deles para vir me ajudar. Se nós ganhamos a eleição com um grupo, é esse grupo que vai administrar a cidade.

CARAS E NOMES: O seu governo é um dos mais bem avaliados do estado. Esse é um reflexo de seu trabalho?

BIMBA: Voto é reflexo do governo. Se o governo for bem avaliado ele tem voto, se não for bem avaliado não tem voto.Educação

CARAS E NOMES: Podemos afirmar que a educação é uma prioridade em sua gestão?

BIMBA: Sim, pois quando você fortalece o sistema educacional você fortalece o exercício da cidadania que é a coisa mais importante que nós temos. As pessoas sabem que tem deveres, mas também sabem que podem cobrar. Hoje Rosário avançou muito, nove mil alunos pertencem a rede municipal, todos receberam fardamento completo e kit aluno com material escolar. Temos a preocupação em viabilizar as condições mínimas para a educação, que é a prioridade da gestão Bimba, pois só com a educação é possível transformar a sociedade, fora disso não tem saída.

CARAS E NOMES: Os alunos da rede municipal de Rosário vão lançar seu segundo livro de poesias. Conte-nos como funciona essa iniciativa.

BIMBA: Estamos lançando o segundo livro de poesias da rede municipal de ensino, onde pessoas da terceira idade, que conhecem as histórias e as lendas da cidade, contam tudo para os alunos da rede pública de ensino. Esses alunos escrevem poesias a partir do que ouviram e interpretaram através da sua visão de vida. É realizado um concurso que avalia as melhores poesias e compõem o um livro. Já estamos na segunda edição e nos orgulhamos muito dessa iniciativa.

Cultura

CARAS E NOMES: Quem o conhece sabe da sua paixão pela cultura maranhense, em especial pelo bumba-meu-boi. A sua gestão tem trabalhado pelo fortalecimento cultural do município de Rosário?

BIMBA: A cultura é um valor inestimável, não tem preço. Nós temos valorizado muito a cultura maranhense em Rosário. O bumba-meu-boi de orquestra nasceu em Rosário e hoje é patrimônio mundial. Até me emociono pela paixão que tenho pela cultura do nosso estado. Só através da valorização do que é nosso, conseguiremos manter a história da humanidade.

CARAS E NOMES: O carnaval de Rosário é motivo de destaque a nível nacional especialmente o Bloco das carroças que o Sr. é fundador.

BIMBA: Não há lugar nenhum no Brasil bloco tradicional que bata a ritmia de Rosário. Nem Os Fuzileiros da Fuzarca chegam perto de Rosário. Este ano vamos comemorar trinta anos do Bloco das Carroças que eu ajudei a fundar e em trinta anos nunca deixei de participar. E já foi destaque no Jornal Nacional e até no Fantástico da Rede Globo.

CARAS E NOMES: Como começou esse bloco?

BIMBA: Nós éramos universitários e estudávamos em São Luís. Voltávamos para Rosário para aproveitar o final do carnaval. Um dia, subimos em uma carroça para beber e assim fundamos o bloco das carroças. Esse ano vai ser especial, pois a prefeitura está preparando uma grande festa para todos.

Qualificação Profissional

CARAS E NOMES: A cidade de Rosário está recebendo grandes investimentos que demandam mão de-obra qualificada. A prefeitura está investindo na qualificação da mão-de-obra dos jovens de Rosário?

BIMBA: Estamos partindo para a qualificação profissional, para os grandes empreendimentos que serão lançados no Maranhão. Conseguimos com a UNIVIMA a qualificação de mais de 300 jovens e com a Petrobras mais 600 qualificações. Vamos começar depois do carnaval com 1000 vagas de qualificação profissional para jovens de Rosário, que serão aproveitados para trabalhar na refinaria.

CARAS E NOMES: Para garantir a qualificação desses jovens o senhor comprou algumas brigas que causaram polêmica. Qual foi o motivo das suas reivindicações?

BIMBA: A Petrobras tem um programa de qualificação de mão-de-obra e abriu 600 vagas para a região. Fizeram um concurso para aprovar essas pessoas e elas se qualificariam ganhando 300 reais nos dois primeiros meses e 150 no terceiro. Passaram cinco pessoas de Rosário, três de Santa Rita e duas de Bacabeira, apenas 10 pessoas da região. Eu questionei a Petrobras. Como é que vamos ter um investimento na região se os filhos dela não vão tirar proveito? Ai dizem que eu sou polêmico, mas eu brigo para que o morador da região que vai ser desmatada, que vai ser agredida pelo investimento tenha uma contrapartida, que é o emprego. Se a gente não tentar ter um meio termo de compensação que vai melhorar as condições de vida não tem justificativa. Ai dizem que eu brigo muito, mas eu tenho que brigar. Eu sou gestor de uma cidade que está sendo invadida por um empreendimento que vai levar 150 mil pessoas para a região. Isso não é brincadeira.

CARAS E NOMES: E o senhor se considera um prefeito polêmico?

BIMBA: O Bimba é muito polêmico porque nós apanhamos muito, mas também batemos muito. Em política os adversários torcem contra: quanto pior o governo, melhor para a oposição. Alguns são piores que rasga-mortalha, não ajudam, não colaboram para que as coisas avancem.

Refinaria Premium

CARAS E NOMES: Qual a sua posição em relação à implantação da Refinaria Premium no Maranhão?

BIMBA: Eu era cético, nunca acreditei nesse empreendimento, pensei que era apenas uma jogada política, mas agora eu acredito. A Petrobras contratou uma empresa americana que vai fazer o levantamento de engenharia da obra, isso já um fato real. Hoje ela é irreversível, principalmente pelo compromisso da presidente Dilma e nosso amigo Lobão.

CARAS E NOMES: Qual o seu posicionamento em relação às demissões que foram feitas na obra da refinaria?

BIMBA: As demissões eram previstas. A Petrobras errou quando não fez um trabalho de marketing informativo. Em todas as reuniões ela mostra o cronograma de execução da obra e nos três primeiros meses do ano ela pára cinco vezes ao ano. Eu questionei o que seria feito das pessoas desempregadas, eram 1200 e foram demitidos 1120. Apenas 80 pessoas estão no canteiro de obras. Segundo a Petrobras, os demitidos estão recebendo seguro desemprego, estão se especializando e serão colocadas no banco de empregos do Sine para que, assim que abrirem novas contratações em maio, eles sejam chamados.

Metropolização

CARAS E NOMES: O senhor acredita que a metropolização da região poderia trazer benefícios para os municípios? Em que áreas?

BIMBA: Costumo dizer que quanto mais pobres nós somos, mais temos que nos juntar para ir para frente. O Venancinho me ajuda muito, mas o prefeito de Santa Rita é completamente omisso. Nunca foi a uma reunião e parece filho desalmado porque Santa Rita se emancipou de Rosário, mamou o leite da mãe velha e os filhos, rejuvenescidos pelos que levaram, não conseguem ter a dimensão do que é parceria. Ou se faz uma parceria com o espírito de metropolização ou continuaremos com problemas seríissimos, que só juntos resolveremos. Por exemplo, o destino de lixo. Precisamos de aterro sanitário conjunto. Precisamos transformar as zonas rurais dessas cidades em bairros para facilitar o transporte público. O trabalho conjunto é o principio da metropolização.

CARAS E NOMES: Recentemente foram encontrados Sítios Arqueológicos em Rosário. Quais os cuidados que a prefeitura tem para preservar esses lugares de extrema importância histórica?

BIMBA: Li em um jornal que disse que foi encontrada quinquilharia em Rosário. Foram encontradas garrafas de vinho francês e português com mais 300 anos. Hoje a Petrobras não mexe em um palmo de terra da cidade se não for com a autorização do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) , e pela superintendente do no Maranhão, doutora Kátia Bogéa, que é competentíssima e apaixonada pelo que faz. Esse levantamento é obrigatório para o licenciamento das obras. Rosário tem muita riqueza histórica, isso prova que nada cai do céu, tudo é uma construção. Se nós estamos aqui, precisamos saber de onde viemos. Tudo é um processo de evolução.

“Ricardo Murad, ele é operacional, larga agenda e é por isso que faz diferente”, diz Bimba.

CARAS E NOMES: Como o senhor analisa a volta do Ricardo Murad para a secretaria de saúde do Maranhão?

BIMBA: O Ricardo tem uma diferença porque ele é operacional. Nós precisamos de um governo onde as pessoas abandonem a agenda. Pois quando se quer fazer, não precisa anotar na agenda. O operacionalismo, a prática, o exercício diário, a vontade de fazer e a relativa autonomia que ele tem fazem com que a gente acredite no seu trabalho. Ele é incansável, é determinado e comprometido com a melhoria do atendimento de saúde do estado. Nós estamos acreditando que isso vai sair do discurso para a prática e como ele tem uma tradição de cumprir sua palavra nós vamos esperar.