DILMA É ELEITA A 1ª. MULHER PRESIDENTE DO BRASIL

Do G1:

Brasília e São Paulo – Dilma Vana Rousseff (PT), 62 anos, foi eleita neste domingo (31) a primeira mulher presidente do Brasil. Com 92,53% dos votos apurados, às 20h04, o Tribunal Superior Eleitoral informou que a petista tinha 55,43% dos votos válidos (excluídos brancos e nulos) e não podia mais ser alcançada por José Serra (PSDB), que, até o mesmo horário, totalizava 44,57% – confira os números da votação. Em um pronunciamento às 20h13, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, anunciou oficialmente a vitória da candidata do PT.

Na campanha eleitoral, Dilma contou com o engajamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cujo governo registrou recordes de aprovação – na pesquisa Datafolha do último dia 27, a avaliação positiva do governo alcançava 83%.

Lula participou de vários comícios e declarou repetidamente o apoio à candidata, o que inclusive rendeu a ele multas por propaganda eleitoral antecipada.

Antes da deflagração da campanha, o presidente também se empenhou em montar uma grande aliança política, que, além da adesão de aliados históricos do PT, como PSB e PC do B, incluiu o PMDB, um dos maiores partidos do país.

O PMDB indicou o vice de Dilma, o deputado federal Michel Temer, presidente da Câmara. Nos últimos dias da campanha do primeiro turno, Lula chegou a dizer que esteve em mais eventos do que quando ele próprio foi candidato e disputou a reeleição, em 2006.

No segundo turno, a aliança contava com 11 partidos: PT, PMDB, PC do B, PR, PDT, PRB, PSC, PSB, PTC,PTN e PP, o último a anunciar apoio.

Biografia

A presidente eleita nasceu em 14 de dezembro de 1947 em Belo Horizonte (MG). Durante o regime militar, integrou organizações de esquerda clandestinas, foi presa e torturada. No Rio Grande do Sul, ajudou a fundar o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Filiou-se ao PT em 2001. Formada em economia, Dilma foi secretária de estado no Rio Grande do Sul.

Do Blog do Décio



SOLINEY REALIZA CAMPANHA PRÓ-DILMA

Atendendo a um pedido da governadora Roseana Sarney-PMDB feito aos prefeitos da base aliada, o prefeito de Coelho Neto Soliney Silva-PSDB acionou os aliados mais próximos para colocar o bloco da Dilma na rua. Conforme divulgado, a intenção da filha de Sarney é aumentar a votação da petista e evitar a abstenção prevista graças ao feriadão. Embora com a votação significativa dada pelos coelhonetenses a Dilma no 1º. Turno, a intenção do prefeito é aumentar essa votação.

Com a tropa de choque montada, Soliney determinou a sua equipe que fosse feito a divulgação do nome da petista, de forma a atingir principalmente os indecisos a optar pelo nome de Dilma. A partir de então os jingles e a propaganda midiática de Dilma já pôde ser vista na rua. É assim, sem nenhuma dúvida Coelho Neto vai com Dilma…

Postado por Samuel Bastos

Revista Caras e Nomes Oitava Edição

Revista Caras e Nomes Nona Edição

Revista Caras e Nomes Décima Edição

Revista Caras e Nomes Décima Segunda Edição

Revista Caras e Nomes Primeira Edição

Revista Caras e Nomes Segunda Edição

Revista Caras e Nomes Terceira Edição

Revista Caras e Nomes Quarta Edição

Revista Caras e Nomes Quinta Edição

Revista Caras e Nomes Sexta Edição

Revista Caras e Nomes Sétima Edição