Comunidade do Polo Coroadinho ganhará Unidade de Segurança Comunitária

Seguindo o exemplo do projeto piloto implantado na Vila Luizão/Divinéia, o secretário de Estado de Segurança Pública, Aluisio Mendes, autorizou, na terça-feira (15), a construção da segunda Unidade de Segurança Comunitária (USC) no Polo do Coroadinho. A obra, que está orçada em R$ 1.240.980,00, teve a Ordem de Serviço assinada durante uma cerimônia realizada no pátio da Igreja Católica do Espírito Santo, no Alto do Parque Timbiras com a presença da cúpula do Sistema de Segurança, de lideranças comunitárias da região e do diretor da empresa Metalúrgica Big Farm Ltda, Luciano Simões, responsável pela obra.

As ações da USC do Coroadinho estarão em total funcionamento com o ingresso dos novos policiais militares oriundos do concurso público que está sendo promovido pelo Governo do Estado. A previsão é que até março do ano que vem os militares já estejam inseridos no policiamento das ruas. A construção será financiada com empréstimo adquirido pelo Governo do Maranhão junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além do Coroadinho, o projeto contempla a instalação de mais 13 unidades na capital e no interior.

“Na Vila Luizão/Divinéia os resultados superaram as expectativas. Nossa meta era reduzir 50% das ocorrências e chegamos a 85% das incidências criminosas. Esses índices foram em apenas seis meses de implantação. Já as UPPs do Rio de Janeiro, que inspirou nosso projeto, em um ano e meio foram apenas 50%. Continuaremos resgatando a cidadania dos moradores dessas localidades”, pontuou o titular da pasta da Segurança Pública, lembrando que além da USC, as milhares de famílias que residem naquele entorno, terão também uma nova unidade do Batalhão de Polícia Ambiental, fruto de uma parceria entre a SSP e a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema).

O prazo de conclusão da obra é de 60 dias. O prédio será construído em uma área de 477.30 m², localizada na Avenida José Sarney, s/nº, Coroadinho. A USC contará com uma característica diferenciada das UPPs, que inspiraram o projeto no Maranhão. Em cada localidade, serão instaladas 10 câmeras de videomonitoramento, que irão cobrir todo o perímetro do complexo policial, permitindo o controle 24 horas por dia, de toda a movimentação na área. As câmeras estão interligadas a um centro de comando na própria Unidade e, também, ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Ações

Como parte das ações de pacificação que antecede a instalação definitiva da USC no bairro, a Polícia Militar já ampliou o contingente policial no bairro. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco, afirmou que atualmente quatro viaturas e duas motocicletas já reforçam o policiamento na região.

“As Unidades de Segurança Comunitária vão muito além do simples policiamento ostensivo. Trata-se de um projeto que resgata o convívio e a autoestima com a comunidade. Neste cenário, os moradores exercem uma função primordial na construção da nova Segurança Pública, uma vez que as decisões sempre são tomadas em conjunto com os moradores que conhecem a realidade da localidade. A população do Coroadinho tem a certeza que nossos praças e oficiais estão comprometidos com esta causa”, assegurou o comandante geral da Polícia Militar.

Assim como na da Vila Luizão/Divinéia, dentro do projeto da USC do Coroadinho haverá um espaço destinado a inclusão social dos moradores. A SSP já fechou diversas parcerias que vão resultar na oferta de cursos profissionalizantes, com a Associação Comercial, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Instituto Federal de Educação Tecnológica do Maranhão (Ifma) e universidades. As capacitações são voltadas para atender as donas de casa com o projeto Mulheres Mil, Calderaria, Almoxarifado, entre outros.

O complexo contará com sala de recepção, alojamentos masculino e feminino, sala de comando, sala de reserva de armas, área de convivência, auditório com capacidade para 60 lugares, sala de inclusão digital, onde funcionará um telecentro para a realização de cursos profissionalizantes aos jovens e adolescentes da região.

Realidade

O conselheiro comunitário de Segurança, Antonio Alves, externou a satisfação da comunidade em ser contemplada pelo projeto das USCs. “Nossa comunidade está vivendo um momento de alegria por esse anúncio da construção da USC. O secretário Aluisio Mendes veio cumprir  perante a sociedade o que prometeu. Esperamos que a Segurança Pública seja feita em parceria com outras instituições, pois sabemos que segurança se faz com a integração de todos”, comentou o líder comunitário.

Já a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende, ressaltou a parceria da Polícia Civil com a Militar. “Continuaremos trabalhando em total parceria com a Polícia Militar. Nossas ações irão além da repressão e serão voltadas para a área social. Esta implantação reflete diretamente na Segurança Pública da região”, comentou.

Estiveram presentes, ainda, com os secretários adjuntos de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laercio Costa, e de Desenvolvimento e Articulação Institucional, coronel Antonio Roberto dos Santos Silva; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel João Vanderley; o juiz Fernando Mendonça; a ouvidora de Segurança Pública, Elivania Estrela; dos delegados Jalingson Freire e José Antonio Sobrinho, titular do 10º DP e supervisor da Área Integrada  de Segurança Pública.

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: