Dia dos  avós

Os avós são pessoas ligadas a nós através de laços consanguíneos, pois são os pais dos nossos pais.

Assim, cada pessoa tem quatro avós, sendo uma avó e um avô paterno e uma avó e um avô materno.

Os avós merecem consideração e respeito, pois já viveram muito, possuem grande experiência de vida e podem transmitir muitos ensinamentos a todos de sua família. Por isso, ganharam uma data especial, para que fossem homenageados, o dia 26 de julho, que é mais conhecido como o dia da vovó.

O surgimento e criação dessa data foi em homenagem aos avós de Jesus Cristo, Joaquim e Ana, cujas pequenas informações aparecem no evangelho de Tiago. Registros históricos mencionam que em 1889, na cidade de Jerusalém, foram encontrados os túmulos onde Joaquim e Ana foram enterrados.

No dia da vovó podemos fazer várias programações para distraí-los, além de se tornar uma diversão para a família, como: fazer um passeio num parque, assistir a um filme do gosto deles, fazer uma reunião de família onde todos possam expressar seu amor e carinho pelos mesmos, etc.

Além disso, oferecer lembrancinhas e presentes para agradá-los também é uma forma de mostrar que são amados e que recebem consideração. Os objetos a serem oferecidos devem estar de acordo com as idades e os interesses dos avós, para não ficarem guardados. Normalmente gostam de perfumes suaves, cremes, sabonetes, pijamas ou camisolas de malhas confortáveis, roupões de banho, chinelos que acondicionem bem os pés, sapatos baixos e confortáveis com solado antiderrapante, dentre vários outros.

Os idosos também gostam muito de ser ouvidos. Quando encontram pessoas que lhes dão atenção, gostam de relembrar os tempos passados, da época em que eram jovens e contar casos engraçados e interessantes.

Hoje em dia existem leis que favorecem os idosos, isso é questão de respeito com os mesmos e devemos acatá-las. Assim, os idosos têm o direito de entrar na frente das filas, não pagam passagens de ônibus, possuem vagas especiais em estacionamentos, dentre outros. É muito justo que isso aconteça, pois seus corpos já não são mais capazes de suportar o cansaço que pessoas mais novas conseguem.

Parabéns a todos os avós!!!

Dilma diz que tomará atitude ‘bastante clara’ em relação ao Santander

 Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição no pleito de outubro, participa nesta segunda-feira (28) de sabatina realizada pela Folha, pelo portal UOL (ambos do Grupo Folha), pelo SBT e pela rádio Jovem Pan, no Palácio da Alvorada, em Brasília (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (28) que pretende adotar uma atitude “bastante clara” no caso do banco Santander, que enviou a seus clientes de alta renda uma análise em que sugere uma deterioração da economia na hipótese de reeleição da presidente.

Em sabatina conjunta do jornal “Folha de S.Paulo”, do portal UOL, do SBT e da rádio Jovem Pan, no Palácio da Alvorada, em Brasília, Dilma classificou o pedido de desculpas do Santander como “bastante protocolar” e afirmou que o episódio foi “lamentável” e “inadmissível para qualquer candidato”. “Vou ter uma atitude bastante clara em relação ao banco”, declarou.

Neste domingo (27), o presidente mundial do Santander, Emilio Botín, afirmou que todos os responsáveis pela elaboração e pela aprovação do texto serão demitidos após uma investigação interna.

Indagada se a decisão que pretende tomar é processar o banco, a presidente não quis revelar. Afirmou que não iria especular sobre eventuais atitudes. “Sou presidenta e tenho que ter atitude que seja mais prudente”, disse. Ela disse que, antes de qualquer medida, pretende conversar. “Eu conheço bastante bem o presidente do banco. Eu pretendo, inclusive, conversar a respeito”, declarou.

Segundo a presidente, é “inadmissível para qualquer país aceitar qualquer nível de interferência de qualquer integrante de forma institucional. É inadmissível”. Questionada se o Santander fez isso, respondeu: “Fez. Isso é lamentável, inadmissível para qualquer candidato, seja eu ou qualquer outro.”

Israel
Dilma afirmou que Israel tem agido de forma “desproporcional” na Faixa de Gaza. Nota oficial do Itamaraty sobre o tema levou a uma crise, após um porta-voz da diplomacia israelense chamar o Brasil de “anão diplomático”.

Para a presidente, está ocorrendo “um massacre” na Faixa de Gaza. “O que está ocorrendo na Faixa de Gaza é uma coisa muito perigosa, um massacre. Não está sendo feito um genocídio, mas uma ação desproporcional. Não é possível matar crianças e mulheres, de jeito nenhum.”

Ela afirmou que o embaixador brasileiro em Tel-Aviv, que foi chamado para consulta, vai retornar. Ela descartou “ruptura” com Israel.

“O embaixador foi chamado porque tínhamos dúvidas com relação a algumas coisas, e oportunamente vai voltar. Não tem ruptura. Lamento as palavras. As palavras do porta-voz produzem um clima muito ruim. Nesse caso, a gente tem que ser bastante prudente. Acho que a ONU está certa.”

Petrobras
Sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), alvo de investigações por suposto superfaturamento, Dilma disse que não se sente “desgastada” pelo episódio. Ela era do conselho de administração da Petrobras na época em que a compra foi aprovada.

“Do ponto de vista da minha situação, eu queria lembrar que o conselho de administração é um colegiado. Estavam presentes no conselho naquele momento empresários e pessoas de grande experiência na área de negócios. [...] O que aconteceu conosco? Não tivemos todos os dados. Tanto o Tribunal de Contas quanto o Ministério Público percebem as condições e eu fui afastada desse processo. Não tem como me condenar por Pasadena.”

“Eu não acho que estou sendo desgastada por Pasadena. Pasadena mostra que sempre tive conduta decente no exercício de cargos públicos”, completou.

Dilma afirmou que não sabia que o TCU iria isentá-la de responsabilidade no caso e rebateu informações de que o governo atuou para que isso acontecesse.

Mensalão
Dilma disse que o processo do mensalão foi tratado com “dois pesos e umas 19 medidas”. Segundo ela, o chamado mensalão mineiro, que envolveu políticos do PSDB, não foi investigado.

“Eu acho que essa história da relação com o PT tem dois pesos e umas 19 medidas. Por que? O mensalão foi investigado, agora, o mensalão mineiro, não. [...] Quando foi no nosso caso, nós tomamos todas as providências, não tivemos nenhum processo de interromper a Justiça. Não pressionamos juiz, não falamos com procurador, não engavetamos processo”, declarou.

Depois de um dos jornalistas afirmar que ela testemunhou no processo e disse que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi “injustiçado”, Dilma respondeu: “Fiz isso quando era ministra. Como presidenta, eu não me manifesto sobre processo julgado.”

Inflação
Perguntada sobre a elevação da taxa de inflação em contraste com o discurso de posse no qual afirmou que não deixaria a “praga” voltar”, ela destacou que inflação “não está descontrolada”.

“Eu não concordo que deu alguma coisa errada no combate à inflação. [...] Asseguro que ficará abaixo do limite superior”, declarou. Segundo ela, o Brasil está “enfrentando da forma mais corajosa a mais grave crise econômica que o mundo passou” nos últimos anos.

“Não tinha a menor ideia. Aliás, o relator do TCU em questão [José Jorge] não é ligado ao meu partido e nem faz parte da minha base aliada no passado. Os ministros do TCU são indicados pelo Senado, Câmara ou são membros integrantes técnicos do próprio TCU. E não há como fazer que o ministro relator tenha qualquer relação comigo.”

Dinheiro em casa
A presidente também foi questionada sobre o motivo pelo qual guarda R$ 152 mil em dinheiro em casa, segundo declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela afirmou que guarda dinheiro por “hábito” que adquiriu durante a ditadura e que gosta de ter dinheiro guardado para necessidades da filha.

“Eu sou de outra geração. Eu nunca quis sucesso. Para mim, o sucesso não era isso. Eu tenho 66 anos. Na minha época, o valor fundamental era a gente transformar o Brasil. Já vivi muito com dinheiro. Já vivi muito sem dinheiro. Essa mania com os meus R$ 152 mil vocês não vão mudar.”

Ao ser informada de que o dinheiro poderia render R$ 10 mil ao ano, indagou: “O que é R$ 10 mil?”, mas em seguida ela mesma respondeu: “Eu acho que R$ 10 mil é muito”.

Equipe econômica
Perguntada se manterá, em um eventual futuro governo Guido Mantega (ministro da Fazenda) e Alexandre Tombini (presidente do Banco Central), que não discute o ministério.

“Nós estamos em plena campanha eleitoral. Não é hora de discutir. A última vez que botaram o carro na frente dos bois, se eu me lembro bem, sentaram na cadeira de prefeito antes da eleição, e perderam a eleição. Eu não discuto meu ministério. Até porque sou supersticiosa”, afirmou a presidente, em referência a Fernando Henrique Cardoso que, antes da eleição de 1985, posou para foto na cadeira do prefeito e depois perdeu para Jânio Quadros.

Ela disse que nenhum país venceu a crise financeira internacional, iniciada em 2008, mas que o Brasil manteve o nível de emprego. “O Brasil, neste período, enfrentou a crise e enfrentou sem cair naquela que foi a pior situação de vários países, enfrentando alta taxa de desemprego. Nós criamos 8,5 milhões de postos de trabalho”, disse, completando que somente em sua gestão foram mais de 5 milhões.

Uema abre inscrições para o PAES 2015 nesta segunda e oferece mais de 3.480 vagas

Nesta segunda-feira (28), a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) dá início às inscrições do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes 2015), Os candidatos terão até o dia 22 de agosto para realizar as inscrições no endereço eletrônico: www.vestibular.uema.br. Para se inscrever, o interessado deve ter concluído integralmente ou estar cursando o 3º ano do ensino médio em 2014.

Nesta edição, a Uema oferece 3.489 vagas. Os candidatos devem acessar o endereço eletrônico: www.vestibular.uema.br, optar por um dos sistemas de vagas (universal ou especial), preencher e imprimir o requerimento de inscrição, gerar boleto bancário e efetuar o pagamento em qualquer agência do Banco do Brasil ou nos seus correspondentes bancários.

A primeira etapa do Paes acontece no dia 16 de novembro (com 80 questões objetivas de múltipla escolha, abrangendo conteúdos referentes às disciplinas das três séries do ensino médio). A segunda etapa será dia 14 dezembro (16 questões analítico-discursivas de duas disciplinas específicas por curso e a prova de produção textual). Ambas serão realizadas no horário das 13h às 18h, com duração de 5 horas.

Além de São Luís, as provas serão aplicadas em mais 21 municípios: Caxias, Imperatriz, Bacabal, Balsas, Santa Inês, Açailândia, Pedreiras, Timon, Grajaú, Lago da Pedra, Zé Doca, Itapecuru-Mirim, Colinas, Carolina, Pinheiro, Presidente Dutra, São João dos Patos, Coelho Neto, Barra do Corda, Codó e Coroatá.

Filme “Exercício do caos” fatura nove prêmios no 37º Festival Guarnicê

Atores e diretores do filme

Foi encerrado, no último sábado, 26, a 37ª Edição do Festival Guarnicê de Cinema, com a premiação dos melhores longas e curtas metragens da amostra competitiva. Com mais de 300 trabalhos inscritos, o cenário cinematográfico maranhense obteve destaque nas premiações, tendo o filme ‘Exercício do Caos’ como maior vencedor da noite com nove troféus, inclusive, na categoria de ‘Melhor Longa Nacional’.

Os filmes foram avaliados por um júri composto por críticos e pesquisadores do cinema do Maranhão e do Brasil. Na categoria ‘longa’, o filme mais premiado foi o filme ‘Exercício do Caos’, de produção independente de Frederico Machado, que há 20 anos luta por uma cultura cinematográfica mais consistente no Maranhão. Emocionado, ele falou das dificuldades de produzir e exibir o cinema, principalmente, o autoral no Estado. Falou, ainda, de como “cada prêmio recebido tinha um ‘pedacinho’ de cada um dos envolvidos, pois a realização do filme foi, em todos os aspectos, uma construção e um esforço coletivo”.

O filme “Exercício do Caos’, que foi exibido na quarta-feira, 23, levou os prêmios de melhor roteiro; melhor direção de fotografia; melhor montagem; melhor trilha sonora original; melhor ator Auro Juricê; melhor atriz para as três atrizes Isabella Sousa, Thainá Sousa e Thalita Sousa; melhor direção para Frederico Machado; melhor ficção e melhor longa nacional. Depois de todos os prêmios recebidos, Machado, falou que é preciso mais editais e incentivos às produções, porque, na visão dele, há muita gente no Maranhão disposta a produzir.

Outro longa-metragem maranhense recebeu reconhecimento do público com prêmio ‘Erasmo Dias’ da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALE-MA), voltado ao incentivo da produção cinematográfica maranhense: ‘Escolha seu caminho’ de Roberto Pereira foi o filme mais voltado pelo público como a melhor produção Estado.

Foram distribuídos 17 prêmios na categoria de curtas. Destes três curtas de produção maranhense foram premiados: ‘Xiri meu não dou – Patativa’ de Tairo Lisboa, nas categorias de melhor atriz para Patativa e consulta popular melhor curta Maranhense; ‘Passagem’ de Arturo Saboia levou melhor direção e o prêmio ‘Bernado Coelho de Almeida’, com oferecimento ALE-MA por melhor ficção; e o ‘O Dono Da Capoeira’ nas categorias de melhor trilha sonora, melhor documentário, melhor curta maranhense, além dos prêmios BNB melhor curta maranhense e o também instituído pela ALE-MA ‘Mauro Bezerra’ como melhor documentário Maranhense.

Sobre o Festival
O 37º Festival Guarnicê de Cinema ocorreu do dia 21 a 26 de Julho de 2014, espalhado pelos cinemas do Centro Histórico Maranhense, foram sete dias de exibições divididas nas mostras ‘Competitivas de Longas e Curtas’, ‘Francesa’, ‘Memória Guarnicê’, ‘Cenário Brasil’, ‘Filmes Convidados’, ‘Guarnicêzinho’ e ‘Cinefoot’. Para alguns, foi a primeira oportunidade de ir ao cinema, para outros a primeira oportunidade de fazer cinema.

O Festival foi uma promoção da Universidade Federal do Maranhão e apresentação da Petrobras com o apoio e a parceria de organizações públicas e privadas. Para a Pró-reitora de Extensão da UFMA, Marize Aranha, o resultado do evento foi satisfatório e em alguns quesitos superou as expectativas, como o público que lotou o Cine Praia Grande todos os dias. Para ela, o Guarnicê vem comprovar que o Maranhão é um celeiro de talentos em todas as artes e no cinema não seria diferente.

Para a próxima edição do Festival, o diretor do Departamento de Assuntos Cultuais (DAC), Gersino dos Santos, disse que o DAC já está comprometido em fazer um evento ainda maior, pois percebe a emergência de um novo público para o Guarnicê e um novo cenário de produtores.

Conheça o turismo náutico ecocultural pela Baia de São Marcos, em São Luís

 (Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luis)

Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. E com o inicio da Canção do exílio do poeta maranhense, Gonçalves Dias, damos inicio ao encantador passeio EcoCultural pela Baia de São Marcos, em São Luís.

Para quem não conhecia muito o turismo náutico da Ilha do Amor, São Luís, vai passar a conhecer como funciona e o trajeto de uma verdadeira história e aventura ecológica de um verdadeiro roteiro turístico que mostra a riqueza do Patrimônio Cultural da Humanidade vista por outro ângulo.

Deu inicio oficial, na última sexta-feira (25/07) ao mais novo passeio turístico em São Luís, mas dessa vez pelo mar, uma parceria das Secretarias de Turismo Municipal e Estadual, junto com empresários hoteleiros e empresas de embarcações.

Segundo Lula Fylho, o passeio náutico contemplativo em catamarãs integra o portfólio de ações do Programa Turismo Participativo, realizado com o objetivo de estimular o turismo local, aumentar o tempo de permanência do turista na cidade, diversificar o leque de opções turísticas na capital Patrimônio da Humanidade e ampliar o tempo do city tour em São Luís. Atualmente, o city tour dura em média quatro horas.

“O que pretendemos é oferecer uma nova perspectiva de vista do Centro Histórico de São Luís, a partir do mar, acrescentando, inclusive, o nosso belo pôr-do-sol”, disse Lula Fylho.

 (Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luis)
Para o empresário, Pedro Afonso, afirma que o turista ou o passageiro não irá se arrepender de fazer um tur náutico com vista privilegiada.
“Os passageiros podem desfrutar das belezas naturais, desde a simplicidade e humildade dos moradores das palafitas, que ficam a beira do mar, aos mangues, bem como pela Beira Mar, e ainda ouvindo do guia, uma contextualização cultural histórica, passando pela Ponte do São Francisco, Ponte Bandeira Tribuzzi, Gonçalves Dias, Maria Aragão, Mangues, Rffessa, Pedra da Memória, Palácio dos Leões, Casa do Maranhão, Cais da Praia Grande, Estaleiro Escola e terminando com um por do sol” contou o empresário.
Alguns turistas tiveram o privilégio de fazer o passeio e ficaram maravilhados, com a beleza da natureza e as histórias do Patrimônio Cultural da Humanidade.
“Achei maravilhoso o passeio no fim de tarde, com vista maravilhosa olhando a parte nova e antiga da cidade, não é a primeira vez que venho a cidade, mas fazendo turismo dessa forma, é a primeira vez” disse a geóloga, Karen Carbona, de 22 anos.
Para o alemão, David Prill, de 28 anos, disse que a cidade é muito maravilhosa. “Gostei da cidade, há dois meses estou em São Luís e vou levar as imagens de tudo o que vi para sempre, e sem falar que estou acompanhado com a minha namorada, nada melhor” concluiu o alemão.
A turista de Recife e professora, Célia Miranda, aproveitou bem a oportunidade e disse que nunca tinha visto esse turismo na cidade. “Fiquei surpresa com o convite no hotel e confirmo que achei tudo lindo, desde as palafitas vendo a verdade da situação desse povo até a cidade antiga, histórias e contos, essas imagens ficarão sempre guardadas e outro dia volto” disse a professora.
A bióloga Gisele Mirar, disse que não conhecia a cidade, mas o manguezal a chamou atenção. “Achei muito positivo essa iniciativa, agora esse turismo precisa ir além, os responsáveis precisam abrir o leque e apostar como ensino aos alunos de escolas publicas e privadas, para terem uma aula pratica de perto, tanto sobre as historias maranhenses, quanto aos mangues, rios, mares, enfim, conteúdo é que não vai faltar aqui” disse a bióloga.
Ao passar pelo mangue, o guia do barco ainda explica o mangue branco que é uma árvore pioneira nativa e típica do manguezal brasileiro, já o mangue preto
Além de todo o passeio náutico, os turistas e visitantes poderão conhecer um pouco mais das inúmeras manifestações culturais como o bumba-meu-boi, tambor de crioula e o reggae.
Os passageiros do passeio turistico ainda aproveitaramo a maravilhosa vista do pôr do sol em alto mar.
Dias de Passeio
Os dias de passeio estão marcados para as sextas, sábados, domingos e feriados, nos horários dependentes exclusivamente da maré, em valor, um passeio varia de 2h a 4 horas no valor na faixa de R$ 120.
Em alguns dias, pode acontecer dois passeios por manhã; dependendo da maré e da quantidade de passageiros que tiverem interessados ao passeio turístico.
Os turistas ou grupos de amigos que querem fazer a City Tur, não precisa se preocupar muito, as empresas de turismo já tem o transporte como roteiro turístico, em hotéis e bares próximos da partida, que por enquanto está sendo próximo na Península, São Francisco, Renascença, Avenida Litorânea e Centro da cidade.
No catamarã, as empresas preparam deliciosos petiscos, refrigerantes, água, e bebidas alcoólicas, além de passearem curtindo as melhores musicas dos cantores maranhenses, e no barco, em momentos servindo até, de pista de dança.
Embarcação
A embarcações do Turismo Náutico Histórico Cultural Beira Mar, tem embarcação tipo Catamarã que chega comportar 60 lugares e com guia credenciado, serviço de bordo e é regularizada a Capitania dos Portos.
Todas as embarcações tem os equipamentos de segurança, como o colete salva-vidas, boia entre outros.
Os turistas e ludoviscenses poderão conhecer o passeio através dos hotéis, empresas de turismo e as secretaria de turismo municipal e estadual.
Ainda segundo os proprietários das embarcações, a saída do passeio náutico será do Espigão na península, o mais novo cartão postal da capital maranhense, porém essa saída será a partir de quando as obras forem concluídas.
Passeios Náuticos
São Luís
São José de Ribamar
Raposa
Alcântara

Aécio diz que governo ‘se precipitou’ sobre violência na Faixa de Gaza

O senador Aécio Neves acompanhado do governador Geraldo Alckmin, que tenta a reeleição, e José Serra, candidato ao Senado pelo PSDB (Foto: Mariana Lenharo / G1)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, criticou neste sábado (26) a atuação da diplomacia brasileira após a ofensiva de Israel que aumentou a violência na Faixa de Gaza. Para o tucano, o governo brasileiro “se precipitou” no episódio.

Aécio Neves falou sobre o tema após participar de ato de campanha na capital paulista ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que tenta reeleição, e do candidato ao Senado por São Paulo pelo PSDB, José Serra.

Na manhã deste sábado, eles caminharam pelo Parque da Juventude, na zona norte de São Paulo, local que antes abrigava o presídio do Carandiru, e também visitaram a Biblioteca de São Paulo, que fica dentro do parque. Em seguida, foram até a III Feira de Tecnológica da Zona Leste, em Itaquera, iniciativa liderada pela Obra Social Dom Bosco.

Na última quarta (23), o governo brasileiro classificou de “inaceitável” a escalada da violência, considerou “desproporcional” a força usada por Israel e chamou o embaixador em Tel Aviv “para consulta”, o que abriu uma crise diplomática.

Depois, o jornal “The Jerusalem Post” publicou reportagem na qual o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Yigal Palmor, questionou a retirada do embaixador e chamou o Brasil de ”anão diplomático”. Em reação, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, afirmou que, se existe algum “anão diplomático”, o Brasil não é um deles.

Para Aécio Neves, o governo brasileiro deveria ter dado uma “palavra mais clara de convocação ao cessar-fogo”.

“O Brasil sempre se caracterizou por ter uma política externa de equilíbrio e isso deve retornar a conduzir nossas ações. Em relação a essa última posição [posição a respeito da violência na Faixa de Gaza], acho que faltou equilíbrio. Temos que condenar o uso excessivo de força de Israel, mas também temos que condenar as ações do Hamas com lançamento sucessivo de foguetes. Faltou uma palavra mais clara de convocação ao cessar-fogo. O Brasil se precipitou, ao meu ver”, afirmou o candidato tucano.

Para ele, o Brasil perdeu espaço nas negociações sobre questões internacionais e também reduziu sua participação no comércio exterior.

Atuação econômica do governo
O candidato comentou ainda, durante o ato de campanha em São Paulo, análises de instituições financeiras que sugerem que a reeleição da presidente Dilma Rousseff poderá prejudicar a economia. O Santander chegou  a pedir desculpas pelo episódio.

“Essas avaliações apontam para a mesma direção: o fracasso da política econômica da atual presidente da república.” Para Aécio, a situação mostra que Dilma “perdeu a capacidade de gerar expectativas  positivas” no mercado financeiro.

“Existe algo quando se fala de economia que é essencial: a expectativa. O atual governo perdeu a capacidade de gerar expectativas positivas, o que prejudica o crescimento”, disse o tucano. “Vizinhos nossos, economias muito menos complexas e estruturadas que a nossa, vão crescer mais do que nós crescemos. O governo da presidente Dilma fracassou e eu concordo com a maioria dessas análises: mais quatro anos do atual governo do PT significa mais quatro anos de baixíssimo crescimento”, completou

O senador Aécio Neves tira foto com eleitor em agenda de campanha em São Paulo (Foto: Mariana Lenharo / G1)

Pelo menos sete estrangeiros são candidatos na eleição deste ano

Os candidatos estrangeiros: Carlos Jesus Guardia (PDT), José Veloso (PDT), Luiz Sanchez da Silva (PP), Seogn Soo Kim (PSL), Shinsho Takara (PSB), Carlos Martinez (PTN) e Alvaro Monteiro (PRB). (Foto: Reprodução/TSE)

Ao menos sete candidatos se declararam “estrangeiros” no pedido de registro de candidatura para as eleições de outubro deste ano, segundo levantamento efetuado nesta semana pelo G1 no Sistema de Divulgação de Candidaturas (DivulgaCand 2014) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No total, mais de 24 mil candidatos estão registrados para concorrer na eleição deste ano. Na eleição de 2012, 188 estrangeiros se elegeram para exercer mandatos de prefeito ou vereador, entre os quais o colombiano Carlos Amastha, único estrangeiro eleito para governar uma capital (Palmas).

Os pedidos de candidatura de estrangeiros para a eleição deste ano ainda serão julgados e só serão aceitos pela Justiça Eleitoral nos casos em que o candidato comprovar a dupla cidadania. Para se candidatar, um estrangeiro precisa ter também a cidadania brasileira ou ter sido naturalizado no Brasil. Pelo menos 104 nascidos em outros países se declararam naturalizados no Brasil. Os demais são brasileiros “natos”, nascidos em território brasileiro.

De acordo com a Constituição de 1988, cidadão naturalizado é aquele que, pela lei, adquiriu a nacionalidade brasileira. Os estrangeiros de qualquer país e residentes no Brasil há mais de 15 anos sem interrupções, e também sem condenação penal, podem requerer a nacionalidade.

Dentre os cargos eletivos, a Constituição reserva a brasileiros natos os mandatos de presidente e vice-presidente da República. Estrangeiros ou naturalizados que eventualmente se elegerem deputados federais ou senadores não podem exercer a presidência da Câmara e do Senado.

Os estrangeiros
O candidato a deputado estadual pelo Rio de Janeiro Luiz Antonio Serrano Sanches da Silva (PP) afirma que é “brasileiro de coração”. “O Hino Nacional que eu sei cantar é o brasileiro”, conta ele, que vive no país desde os anos 1960. O documento que comprova que ele é “português com igualdade de direitos”, apesar de ainda possuir cidadania portuguesa, vai permitir que se candidate pela quarta vez ao mesmo cargo.

O português José Gonçalvez Veloso (PDT) também tenta uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. “Vim de Portugal com 2 anos. A partir daí, tive minha educação aqui, no Brasil. Sou médico brasileiro, continuo sendo português, mas tenho igualdade de direitos”, afirmou.

Carlos Jesus Ontiveros Guardia (PDT) veio da Bolívia há 50 anos e tem dupla cidadania. Ele vai concorrer a deputado federal pelo Rio de Janeiro. “Tenho minhas filhas aqui, meus netos. Sou candidato porque quero ajudar o Brasil na saúde e na educação”, disse.

Entre os estrangeiros que concorrerão, também há um japonês, Shinsho Takara (PSB), que pediu a dupla cidadania. “Sou da Ilha de Okinawa, mas na verdade sou brasileiro”, contou Takara, que vai concorrer em São Paulo, onde outros dois estrangeiros disputarão a eleição – o espanhol Carlos Antonio Lapique Martinez (PTN-SP) e o coreano Seong Soo Kim.

O português Alvaro Manuel Ferreira Monteiro (PRB-RN) ainda está na lista de candidatos, mas disse ao G1 que desistiu. Ele vive desde 2010 no Brasil, mas não tem o documento que comprova a igualdade de direitos.

No caso de José Augusto Vilhena Pereira (PSL), o registro da candidatura diz que ele se declarou estrangeiro, mas é natural de Belém (PA). A Justiça Eleitoral espera que o candidato preste informações sobre a “incoerência” no pedido de registro. De acordo com o TRE-PA, o candidato ainda não se manifestou.

Vídeo do G1 explica como é o voto com identificação biométrica

Quando a identificação biométrica entrará em vigor em todo o país?
Para as eleições de 2014, votarão após a identificação biométrica 21 milhões dos mais de 143 milhões de eleitores do país (dos quais 14 milhões pela primeira vez) . Pelo cronograma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), somente na eleição de 2018 a biometria será realidade em 100% das seções eleitorais.

Qual o principal problema verificado nas seções que já utilizam, desde 2008, a biometria para autenticação do voto?
Segundo o TSE, a principal dificuldade tem sido verificada nas seções com mais idosos, uma vez que o processo de identificação passou a ser mais demorado. Conforme o tribunal, os mais velhos têm mais dificuldades em posicionar adequadamente os dedos na leitora.

As digitais de quais dedos são cadastradas? Qual dedo é usado para autenticação na hora da votação?
O eleitor cadastra os dez dedos, tira uma fotografia e cadastra a assinatura digitalizada. Somente serão usados para autenticação na hora de votar quatro dedos: os polegares e indicadores. É possível começar com qualquer dedo. Resolução do TSE aprovada para a eleição deste ano estabelece até oito tentativas (considerando os quatro dedos). Quem vota após identificação biométrica não precisa assinar a folha de votação.

Se não é possível a autenticação, por erro de leitura da digital ou outra dificuldade, qual o procedimento?
Se não houver identificação do eleitor pela biometria mas for comprovada a identidade por outro documento, como o RG, o mesário da seção terá de liberar o voto com a própria digital. O eleitor terá que assinar a folha de votação. O mesário registrará o episódio na ata da seção e deverá orientar o eleitor a ir a algum cartório eleitoral para nova coleta da digital. Na eleição de 2012, segundo o TSE, menos de 1% dos eleitores com biometria registrada não foram reconhecidos.

Os dados biométricos ficam na seção ou são comparados com algum banco de dados remoto?
A urna não tem nenhuma conexão com rede de computadores. Antes da eleição, existe um procedimento de geração de mídias. Nos cartões de memória, estão as informações dos candidatos e os dados dos eleitores daquela seção. Cada urna só tem dentro dela as biometrias daquela seção específica. A urna é lacrada com lacre especial e, caso haja rompimento, a urna fica inutilizada.

Caso uma máquina tenha defeito, a votação da seção seguirá sem a proteção biométrica?
Se a máquina tiver defeito, é substituída por outra. O cartão de memória é substituído para o novo equipamento. Arranca-se o lacre, tira o cartão de memória e coloca na substituta, tudo na presença dos fiscais de partidos e mesário. O TSE afirma que o percentual de defeito é baixo (menos de 1% do total) porque as urnas passam por muitos testes.

Há um nível de tolerância de leitura para aceitar ou não uma digital?
O nível de tolerância para aceitação da digital é superior a 95%, conforme o TSE, e os testes que estão sendo feitos não reduzem o nível, mas influenciam na mudança do processo de coleta. Os eleitores cuja digital for rejeitada serão orientados a procurar os cartórios eleitorais. E os servidores passam por cursos e treinamentos com papiloscopistas da Polícia Federal. Após a última eleição, cartórios que tiveram registros de eleitores com digitais rejeitadas foram orientados novamente para a melhoria do processo de coleta.

A biometria em todo o país permitirá que o eleitor vote em qualquer lugar do Brasil e acabará com as seções eleitorais?
Já existe o voto em trânsito, mas apenas para presidente. Para os outros cargos eletivos, não é possível porque existe o conceito de domicílio eleitoral, segundo o qual se vota em candidatos a governador ou prefeito de seu domicílio, por exemplo. Outra questão é que não se acabará com o conceito de seção eleitoral, uma vez que foi criado para distribuir os eleitores e evitar a concentração de eleitores em uma única seção, o que poderia prejudicar a votação.

No futuro, as pessoas poderão votar pela internet ou pelo celular?
Segundo o TSE, isso é improvável, não por uma questão de tecnologia, mas sim porque é impossível saber se uma pessoa está ou não sendo coagida a votar em determinado candidato sem a votação presencial em local público.

A biometria permite a criação de novas fraudes no processo eleitoral, como votar com dedo de silicone para se passar por outra pessoa?
O TSE acredita que isso não acontecerá em razão da fiscalização dentro das seções, pelos fiscais dos partidos. Para o TSE, o mesário ou os fiscais perceberão caso o eleitor tente autenticar a votação com um dedo de silicone.

Brasil é hoje o 13º país em produção de conhecimento, afirma gestor

Em palestra realizada nesta quinta-feira (24), durante a 66ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Alvaro Prata, informou que o Brasil é hoje o 13º país em produção de conhecimento em várias áreas. Na medicina tropical, por exemplo, o País responde por 18% do conhecimento mundial sobre a área.

“Mas o setor econômico ainda precisa agregar todo esse saber. Somos pouco inovadores em nossas instituições”, disse o secretário. “Essa é uma das nossas fragilidades”.

Segundo ele, o país investe por ano 1,3% de seu Produto Interno Bruto (PIB) em pesquisa em desenvolvimento. Percentual que se distribui quase igualitariamente entre os setores público e privado. “Os países que são competitivos e estão bem sob o ponto de vista tecnológico destinam mais recursos que o Brasil.”

Desafios

O Brasil é um País complexo, repleto de especificidades e de contrastes, alguns deles inseridos em um mesmo contexto, área ou setor. Temos, por um lado, inúmeras riquezas naturais, sociais e culturais, mas ainda precisamos avançar na diminuição das desigualdades que permeiam o País.

Esse descompasso também ocorre com a ciência, a tecnologia e, em especial, com a inovação, no sentido de que a produção brasileira em CT&I ainda não consegue ser amplamente convertida em benefícios para a sociedade em geral, tanto sob o ponto de vista econômico quanto social.

“Temos uma das melhores ciências do mundo, mas ainda nos falta, por exemplo, aumentar os investimentos em pesquisa e desenvolvimento [P&D], elementos fundamentais para a inovação”, observou o secretário.

Fonte:
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Ancelotti “descarta” Falcao e diz que ainda conta com Di María no Real

A julgar pela entrevista coletiva de Carlo Ancelotti na madrugada deste domingo, após o jogo com o Inter de Milão, os últimos movimentos do Real Madrid no mercado não contam com sua aprovação. Primeiro, o treinador negou que o clube vá contratar outro centroavante, apesar das constantes especulações sobre a chegada de Falcao García. Depois, afirmou que ainda conta comDi María, perto de ser vendido ao Paris Saint-Germain.

Sobre Falcao, apesar de não citar o nome do colombiano, Ancelotti deixou claro que não conta com reforços para o ataque. No momento, ele tem apenas Benzema como centroavante, mas crê que não precisa de outro jogador com as mesmas características.

- Neste elenco podemos jogar muito be com várias opções. Primeiro temos Benzema, que é muito confiável. Isco pode jogar como falso nove. Não é importante ter um atacante que marque muitos gols. Precisamos ter um jogador que possa fazer cruzamentos para Bale e Cristiano Ronaldo. Não vamos buscar outro atacante porque não precisamos.

Coletiva Ancelotti Real Madrid (Foto: EFE)

Se não quer outro centroavante, Ancelotti tem esperança de conseguir manter Di María. O argentino foi um dos destaques da equipe na última temporada, mas perdeu espaço com a chegada de James Rodríguez e está muito próximo de acertar sua transferência para o PSG.

Por enquanto, Ancelotti anda conta com o jogador. Tanto que afirmou esperar a reapresentação do atleta no dia 5 de agosto.

- Não tenho notícias (sobre a ida de Di María para o PSG). De Di María sei o mesmo que dos outros. Terminou o Mundial e em 5 de agosto deve estar em Valdebebas (centro de treinamento do Real).

Flávio Dino dispõe de palanques para Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos

O candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino
utilizar a imagem da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) em material de campanha. A decisão judicial legitima: o comunista poderá usar sua imagem vinculada aos três presidenciáveis a quem dá palanque no Maranhão – Dilma, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campo (PSB).

A coligação “Pra Frente Maranhão”, liderada por Lobão Filho (PMDB), entrou com pedido de liminar solicitando a retirar da fachada do comitê “Flávio Dino governador, Dilma presidente”, inaugurado na quarta-feira (23), na Avenida Beira Mar, e de banners e faixas, a imagem da presidente Dilma Rousseff.

Sendo o PMDB coligado com o PT no Maranhão, a coligação achou irregular que o
PCdoB utilizasse a imagem da candidata petista, com a violação à norma contida no art, 54 da Lei n° 9504/97 e art. 5o da Resolução do TSE n° 23404/2013.
Ao que a juíza Maria José de França Ribeiro julgou improcedente. A magistrada considerou que o espaço foi pintado de vermelho (cor do PT), a estrela e propaganda da candidata Dilma, deixando claro ser um comitê da Militância Petista. De fato, a iniciativa foi da resistência petista, grupo dissidente da agremiação que não aderiu a aliança PT-PMDB no Maranhão.
Flávio Dino manté aproximação com Aécio, Dilma e Eduardo CamposAlém do comitê pró-Dilma, outros espaços para campanha de Aécio e Eduardo podem ser criados. O deputado estadual Marcelo Tavares (PSB), da coordenação da campanha de Flávio, informa que tudo depende da articulação dos partidos. A iniciativa deve partir do PSDB e PSB.
Flávio ainda poderá ter material gráfico com os outros candidatos. “É muito simples, temos uma coligação com nove partidos, que tem três candidatos a presidente diferentes. É normal que os partidos façam campanha para seus candidatos a presidente e a governador”, explicou Marcelo Tavares. Ele ainda lembrou que é habitual que o candidato a deputado federal e estadual produza santinhos com suas fotografias ladeadas da imagem de Flávio Dino e dos candidatos a presidente de preferência.
A utilização da imagem dos presidenciáveis ainda é legitimada pela Lei Eleitoral. O artigo 45 da Lei 9.504/97 define que permitido ao partido político utilizar na propaganda eleitoral de seus candidatos em âmbito regional, inclusive no horário eleitoral gratuito, a imagem e a voz de candidato ou militante de partido político que integre a sua coligação em âmbito nacional.Palanque
Com o compromisso firmado com os três candidatos a presidente, Flávio promete dar palanque aos três.

Aécio Neves e Eduardo já estiveram no Maranhão. Em maio, ainda no período pré-campanha, o tucano esteve em São Luís para selar a aliança do PSDB e PCdoB. Já Eduardo esteve na capital no inicio de julho, dando o ponta pé inicial da campanha de Flávio nas ruas, realizando caminha com os candidatos da coligação na Rua Grande, centro comercial de São Luís.
A grande dúvida ainda é a vinda de Dilma, que tem palanque duplo no estado. Tanto Lobão quanto Dino anseiam o apoio anunciado da presidente.
Enquanto é definido a vinda de Dilma, Lobão anunciou visita do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT), ainda este mês. Lula passará por Imperatriz e seguirá para o Leste do Maranhão, a cidade ainda está sendo definida, entre as opções Caxias e Timon, e por último, virá a São Luís, quando será dado inicio a campanha de Lobão na capital maranhense.

Prefeitura realiza passeio náutico para promoção do turismo

Objetivo é apresentar uma nova modalidade de lazer aos visitantes e criar rotas nas quais as embarcações saiam da Ponta Da Areia (A. Baêta/Divulgação)

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), promoveu, na tarde desta sexta-feira (25), um passeio náutico contemplativo pela Baía de São Marcos, do qual participaram representantes de agências de receptivos locais e técnicos do órgão. A iniciativa é parte do projeto elaborado pela Setur para apresentar ao trade turístico uma nova alternativa de passeio e incluí-lo no roteiro de city tour da capital maranhense. O passeio foi feito em parceria com a Agência Ponto a Ponto Tur.

Segundo o titular da Setur, Lula Fylho, o passeio náutico contemplativo em catamarãs integra o portfólio de ações do Programa Turismo Participativo, realizado com o objetivo de estimular o turismo local, aumentar o tempo de permanência do turista na cidade, diversificar o leque de opções turísticas na capital Patrimônio da Humanidade e ampliar o tempo do city tour em São Luís. Atualmente, o city tour dura em média quatro horas.

A ideia é apresentar uma nova modalidade de lazer aos visitantes e criar rotas nas quais as embarcações saiam da Ponta Da Areia, passando pelo balneário do Portinho, podendo seguir até a Praia da Guia. “O que pretendemos é oferecer uma nova perspectiva de vista do Centro Histórico de São Luís, a partir do mar, acrescentando, inclusive, o nosso belo pôr-do-sol”, disse Lula Fylho.

O passeio náutico em catamarãs pela Baía de São Marcos está sendo realizado pela segunda vez e tem como finalidade identificar os melhores roteiros por mar e colher sugestões dos representantes das agências de receptivos que participarão do passeio. O secretário acrescentou que modelos de passeios como este já são realizados com sucesso em outras cidades litorâneas, a exemplo de Ilha Bela, no litoral paulista.

Para elaborar o roteiro como ação de política pública de valorização do turismo local e apresentar o produto também às agências de viagens de outros estados, a Setur já realizou uma série de reuniões envolvendo desde órgãos de representação do trade turístico à Capitania dos Portos, para verificação de normas e leis que regem os procedimentos em mar.

De acordo com o secretário, a Prefeitura busca viabilizar um píer de acesso para facilitar o embarque dos turistas nesses passeios. O assunto está sendo discutido junto ao Ministério dos Transportes e à iniciativa privada. O diálogo com os entes públicos e iniciativa privada para parcerias que beneficiem à cidade é uma orientação do prefeito Edivaldo.

 

Fortuna do fundador do Facebook supera a dos criadores do Google

Mark Zuckerberg toca o sino na sede do Facebook na Califórnia e imagem aparece em telão em Nova York, onde ações começam a ser negociadas (Foto: Shannon Stapleton/Reuters)

O bom resultado na Bolsa de Valores das ações do Facebook fizeram a fortuna do presidente-executivo da rede social, Mark Zuckerberg, ultrapassar quinta-feira (24) a riqueza acumulada dos fundadores de outra empresa multibilionária do mundo da tecnologia, o Google.

De acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg, Zuckerberg adicionou US$ 1,6 bilhões à sua fortuna após os papéis de sua empresa atingirem um valor recorde, de US$ 74,90, no pregão desta quinta-feira. Com isso, chegou a US$ 33,3 bilhões e assumiu o posto de 16ª mais rico do mundo.

Deixou para trás os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, que caíram para 17º e 18º. O CEO do Facebook também ultrapassou Jeff Bezos, presidente da Amazon, que agora ocupa a 20ª posição.

A alta das ações da rede social foram uma resposta aos resultados financeiros obtidos pela companhia no segundo trimestre e divulgados nesta quarta-feira (23). O faturamento da empresa cresceu 61%, para US$ 2,91 bilhões, e o lucro disparou 137%, chegando a US$ 791 milhões.

A rede social também anunciou ter chegado a 1,32 bilhão de usuários, dos quais 81% acessam o serviço por meio de aplicativos e de dispositivos móveis.

O mais rico da lista continua sendo o cofundador da Microsoft, Bill Gates, que possui US$ 84,7 bilhões. Ele segue à frente do mexicano Carlos Slim, dono de uma fortuna de US$ 78,8 bilhões, de acordo com o índice da Bloomberg.

G1 já viu: Boa estreia, ‘Guardiões da Galáxia’ tem humor como superpoder

Quem teve a ideia de escalar Chris Pratt como protagonista de “Guardiões da Galáxia” merece cada dólar do salário que ganha. O ator (pouco) conhecido por interpretar caras sem sal de filmes (“Moneyball”, “Ela”) ou desleixados de séries (“The O.C”, “Parks and Recreation”) é um dos acertos da estreia no cinema desta franquia de heróis da Marvel. É mais difícil ensinar algum galã a ser engraçado do que fazer um ator perder 27 quilos.

Mas “Guardiões”, que chega aos cinemas brasileiros na quinta-feira (31), não é carregado nas costas por Pratt. O filme vale a pena ser visto por conta dos bons diálogos e da trilha sonora. Ah, também estão lá protocolares explosões, perseguições e outros efeitos essenciais. Nada usado com exagero.

O longa baseado na HQ de mesmo nome narra a trajetória do aventureiro espacial Peter Quill (Pratt). Ele é caçado por vilões, após roubar um item que pode destruir o universo. O rapaz pegador e engraçadão tem a companhia do guaxinim atirador Rocket (voz de Bradley Cooper); da árvore mutante Groot (voz de Vin Diesel); da orfã ex-má e ranzinza Gamora (Zoe Saldana); e do fortão vingativo Drax, destruidor interpretado pelo lutador Dave Bautista. Entre tapas e beijos, eles se tornam amigos. A galáxia está nas mãos deles. E nas patas. E nos galhos.

A graça do filme está na interação entre raças e nas diferenças de cultura, o que rende piadinhas. As melhores delas são com estranhos costumes terráqueos: dançar, ouvir música ruim, essas coisas. Outros alvos são a burrice de Groot, os galanteios de Quill, a amargura de Gamora, o tamanho de Rocket e a dificuldade para entender metáforas de Drax. Se não tivessem a galáxia para defender, conseguiriam estrelar uma sitcom dessas que copiam “Friends”. Ninguém reclamaria. É, claramente, a relação entre os cinco que segura o filme, mesmo quando ele fica meio perdido no espaço.

É tão bom quanto ‘Vingadores’?
“Guardiões da Galáxia” serve para que os fãs de filmes de superheróis não fiquem tão ansiosos com a espera pela segunda parte de “Os Vingadores”. A franquia com Homem de Ferro, Thor, Hulk e Capitão América retorna aos cinemas só em maio de 2015. Como os dois times são da Marvel, uma pergunta tende a ser feita no fim da sessão. E aí, qual estreia no cinema é melhor? “Vingadores” tem cenas de ação mais impactantes e que as perseguições e combates vão um pouco além.

Filme por filme, “Guardiões” é melhor. Os bons diálogos fazem duas horas passarem rapidamente. O roteiro não é vitimado por algo comum em produções heroicas: quando o enredo parece fragmentado, com partes que não se encaixam e batalhas finais que perdem sentido e fôlego.

Notar que o diretor e roteirista James Gunn mandou tão bem é algo, de certo modo, surpreendente. Antes, Gunn havia trabalhado em filmes horripilantes, no bom (“Madrugada dos mortos” e “Seres rastejantes”) e no mal sentidos (“Scooby-Doo” e “Scooby-Doo 2″).

O cineasta americano, de 43 anos, se credenciou ao cargo de “diretor de heróis” com “Super” (2010). Não foi sucesso de bilheteria ou crítica, mas chamou atenção com antiheróis vividos por Rainn Wilson e Ellen Page. Era uma versão melancólica e bizarra de “Kickass”, outro em que pessoas comuns se fantasiam e saem por aí combatendo crimes.

Elenco de apoio e walkman
Os cinco guardiões contam com um belo elenco de apoio. Benicio Del Toro aparece por poucos minutos, mas convence na pele de um excêntrico colecionador. Michael Rooker tem mais tempo para mostrar serviço como o mercenário Yondu Udonta, chefe de Quill. Mais apagadinhos, Glenn Close, Djimon Hounsou, John C. Reilly e Lee Pace completam o time.

A trilha tem mais força do que eles, com canções pop pegajosas que ecoam do walkman de Quill, sua maior ligação com a Terra e com sua falecida mãe. Ao som de “I’m Not in Love”, “Hooked on a Feeling”, “Escape (The Pina Colada Song)” e “Cherry Bomb”, a Marvel mostra força com uma das melhores estreias de heróis dos últimos anos.

Chris Pratt é o Peter Quill de 'Guardiões da Galáxia' (Foto: Divulgação)
Benicio Del Toro interpreta um colecionador em 'Guardiões da Galáxia' (Foto: Divulgação)

Israel e Hamas aceitam trégua de 12 horas na Faixa de Gaza

 

O secretário de estado americano, John Kerry, confirmou nesta sexta-feira (25) que Israel aceitou uma trégua de 12 horas em Gaza, começando às 7h (horário local) deste sábado, segundo informou a agência de notícias Reuters e o jornal israelense ‘Haaretz’.

Segundo o jornal, a trégua objetiva permitir que os palestinos busquem água e comida e que os hospitais sejam reabastecidos com medicamentos. O grupo palestino Hamas também aceitou a trégua.

O ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shukri, e o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, haviam pedido mais cedo a pausa nos confrontos entre Israel e o Hamas.

Uma reunião entre Kerry e líderes da Europa e do Oriente Médio foi marcada para este sábado, em Paris, com o objetivo de alcançar um cessar-fogo “o mais rápido possível”, segundo uma fonte da diplomacia francesa disse à Reuters.

Acordo de cessar-fogo negado
Mais cedo, o gabinete de segurança do premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, rejeitou o cessar-fogo proposto por Kerry e pediu mudanças no texto.

Segundo a agência Associated Press, a proposta americana pedia uma trégua temporária durante a qual Israel e o Hamas teriam diálogos indiretos sobre o abrandamento do bloqueio nas fronteiras da Faixa de Gaza. O Hamas pede que as fronteiras sejam completamente abertas. O principal motivo da negativa israelense seria que o país teria que interromper a ofensiva que está destruindo os túneis ilegais que ligam Gaza a Israel.

Kerry tem pressionado por uma trégua no conflito de 18 dias entre Israel e o grupo islâmico palestino Hamas em Gaza. Não foram divulgados detalhes da proposta de paz, mas uma fonte oficial disse à agência de notícias Reuters que Israel pediu mudanças antes de concordar com qualquer interrupção.

Após o anúncio de Israel, Kerry se pronunciou no Cairo sobre a proposta de cessar-fogo. Disse que ainda há discordâncias quanto à terminologia para uma trégua, mas que está confiante de que existe uma margem de trabalho.

O secretário de Estado disse a jornalistas que “sérios progressos” foram feitos para a trégua, mas que ainda há mais trabalho a ser feito e que ele está certo de que o premiê de Israel está comprometido em trabalhar por um cessar-fogo.

Kerry disse que o gabinete de Israel pode ter rejeitado alguma linguagem quanto à possível trégua, mas que não houve nenhuma “proposta formal”.

Confrontos e protestos
Autoridades de Gaza disseram que ataques de Israel mataram 55 pessoas nesta sexta-feira, incluindo o chefe de mídia do Jihad Islâmico, aliado do Hamas, e também seu filho. Assim, o número de mortos palestinos em Gaza em 18 dias já totaliza 844 pessoas, a maioria civis, segundo informa a Reuters.

Na Cisjordânia ocupada, onde o presidente palestino, Mahmoud Abbas, que tem o apoio dos EUA, governa em uma incômoda coordenação com Israel, cerca de 10 mil manifestantes marcharam em solidariedade com Gaza durante a noite, uma escala que relembra revoltas do passado.

Israel disse que mais três dos seus soldados foram mortos em Gaza nesta sexta-feira, elevando o total de militares mortos para 35. Além disso, três civis foram mortos em Israel por ataques de foguetes e morteiros vindos de Gaza.

O país também anunciou que um soldado desaparecido depois de uma emboscada em Gaza há seis dias foi definitivamente morto, embora seu corpo não tenha sido recuperado. O Hamas disse no domingo que tinha capturado o homem, mas não divulgou uma fotografia dele.

O avanço terrestre tem objetivo oficial de destruir dezenas de túneis utilizados para a infiltração de combatentes do Hamas, que ameaçam vilas ao sul do país assim como bases do Exército.

Início do conflito
A mais recente escalada de tensão e violência entre israelenses e palestinos começou com o desaparecimento de três adolescentes israelenses no dia 12 de junho na Cisjordânia. Eles foram sequestrados quando pediam carona perto de Gush Etzion, um bloco de colônias situado entre as cidades palestinas de Belém e Hebron (sul da Cisjordânia) para ir a Jerusalém.

O governo israelense acusou o movimento islamita Hamas, que controla a Faixa de Gaza, do sequestro. O Hamas não confirmou nem negou envolvimento. Israel deslocou um grande contingente militar para a área da Cisjordânia, principalmente na cidade de Hebron e arredores. Dezenas de membros do Hamas foram detidos, e foguetes foram disparados da Faixa de Gaza contra Israel.

Os corpos dos três jovens foram encontrados em 30 de junho, com marcas de tiros. Analistas sustentam que eles foram assassinados na noite de seu desaparecimento. A localização dos corpos aumentou a tensão, com Israel respondendo aos disparos feitos por Gaza. No dia seguinte, 1º de julho, um adolescente palestino foi sequestrado e morto em Jerusalém Oriental. A autópsia indicou posteriormente que ele foi queimado vivo.

Israel prendeu seis judeus extremistas pelo assassinato do garoto palestino, e três dos detidos confessaram o crime. Isso reforçou as suspeitas de que a morte teve motivação política e gerou uma onda de revolta e protestos em Gaza.

No dia 8 de julho, após um intenso bombardeio com foguetes contra o sul de Israel por parte de ativistas palestinos, a aviação israelense iniciou dezenas de ataques aéreos contra a Faixa de Gaza. A operação, chamada “cerca de proteção”, teve como objetivo atacar o Hamas e reduzir o número de foguetes lançados contra Israel, segundo um porta-voz israelense. Os militantes de Gaza responderam aos ataques, disparando foguetes contra Tel Aviv.

MEC prorroga até domingo prazo das inscrições no Sisutec do meio do ano

O Ministério da Educação anunciou, na tarde desta sexta-feira (25), a prorrogação das inscrições para a edição do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Inicialmente, o prazo acabaria às 23h59 desta sexta, mas foi adiado para as 23h59 deste domingo (27).

Para participar, é preciso se inscrever pelo site www.sisutec.mec.gov.br.

Às 18h desta sexta, o sistema registrava mais de 318.671 candidatos inscritos, segundo balanço parcial divulgado pelo secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC Aléssio Trindade. De acordo com ele, a estimativa do MEC é que, até as 23h59 desta sexta, o sistema chegue à meta inicial de 350 mil inscritos. Mas, a pedido das instituições e escolas que oferecem os cursos pelo Sisutec, o prazo foi prorrogado até o domingo.

“A gente recebeu solicitação de várias escolas que queriam aumentar o número de inscritos. A meta nossa ontem era atingir 350 mil inscritos. A gente vai atingir, mas achou que era interessante atender as solicitação e prorrogar até o domingo”, afirmou Trindade ao G1.

As demais datas do calendário, porém, permanecem as mesmas: o resultado da primeira chamada será divulgado na próxima terça-feira (29), com matrícula entre a quarta (30) e a sexta-feira (1º de agosto). A segunda chamada vai ser divulgada em 5 de agosto. O início das aulas ocorre entre os dias 18 de agosto e 15 de setembro.

Maioria das vagas no ensino privado
No total, 247.888 vagas são oferecidas em instituições privadas (IES e escolas técnicas); 10.457 em escolhas públicas (institutos federais, escolas técnicas vinculadas às universidades federais e escolas estaduais e municipais) e 30.996 no Sistema S (Senai e Senac). Todos os cursos, porém, são gratuitos.

Segundo o MEC, 85% das vagas do Sisutec são destinadas a candidatos que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede privada na condição de bolsistas.

Haverá vagas para o Sisutec em todos os estados brasileiros, sendo que a maior parte está concentrada em São Paulo (79.274 vagas), em Minas Gerais (40.112) e no Rio Grande do Sul (20.527).

Os principais cursos técnicos ofertados nesta edição, segundo informou o MEC, são técnico em logística (40.712 vagas), em segurança do trabalho (29.397), em enfermagem (25.557), em informática (21.819) e em edificações (9.171).

Veja os cursos oferecidos no Sisutec do meio do ano:
Técnico em logística
Técnico em segurança do trabalho
Técnico em enfermagem
Técnico em informática
Técnico em edificações
Técnico em radiologia
Técnico em eletrotécnica
Técnico em redes de computadores
Técnico em massoterapia
Técnico em meio ambiente
Técnico em mecânica
Técnico em informática para internet
Técnico em gerência de saúde
Técnico em computação gráfica
Técnico em estética
Técnico em programação de jogos digitais
Técnico em farmácia
Técnico em análises clínicas
Técnico em eletrônica
Técnico em cuidados de idosos
Técnico em química
Técnico em manutenção e suporte em informática
Técnico em desenho de construção civil
Técnico em nutrição e dietética

Sobre o sistema
O Sisutec reúne vagas para cursos de ensino técnico tanto na rede pública quanto na privada. No caso da rede particular, se contemplado, o aluno terá bolsa de estudo. A seleção é feita a partir do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. Para concorrer, o aluno não pode ter tirado zero na redação.

Entre as vagas oferecidas nesta seleção, 85% serão destinadas para estudantes que, independentemente de renda per capita familiar, tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas, na condição de bolsista integral.

Além disso, metade dessas vagas serão reservadas para alunos com renda per capita de até 1,5 salário mínimo. Mas, para ocupar uma dessas vagas, não é permitido que o aluno continue matriculado em outro curso técnico de nível médio ou superior, ou curso de graduação, em instituições públicas ou privadas como bolsista.

O Sisutec tem um modelo parecido ao do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), usado pelo MEC para selecionar alunos para vagas em cursos de graduação. Pela internet, os estudantes que fizeram o Enem usam seus dados do exame (número de inscrição e senha) para se inscreverem no sistema. Lá, poderão escolher até duas opções de cursos, dentro das modalidades de concorrência (ampla concorrência ou pelas cotas).

Estudantes surdos conseguem na Justiça o direito de refazer o Enem

 

Seis estudantes de Curitiba que têm deficiência auditiva conseguiram na Justiça Federal o direito de refazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médico (Enem) de 2013. Eles afirmam que foram prejudicados porque, segundo os estudantes, os interpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras), que acompanharam a realização da prova, não traduziram enunciados e respostas. Apenas foram repassadas orientações quanto à realização do exame, como a cor de caneta que deveria ser usada. A nova prova será realizada neste sábado (26) e domingo (27).

As pessoas alfabetizadas em Libras têm o português como segunda língua, ou seja, têm dificuldades para entender algumas palavras e expressões. A Libras tem estrutura própria. Os artigos e as flexões verbais presentes na Língua Portuguesa, por exemplo, não existem na língua de sinais.

“A pessoa que estava interpretando no dia, não vou culpá-la completamente, mas ela não tinha a compreensão de como era. Ela não tinha, sequer, certificação. Eu não entendia, muitas vezes, o que ela estava falando. A língua de sinais da pessoa que estava interpretando era muito básica”, relatou o estudante Sérgio Sonvezzo, de 20 anos, com a ajuda de um interprete.

O advogado Bruno Meirinho, que representa os estudantes na ação, afirma que este é um problema recorrente. “Frequentemente, os surdos vão muito mal na prova em virtude desta falta de acessibilidade”, acrescentou o advogado.

Agora, o grupo de estudantes lida com a ansiedade. “Estou muito feliz por conta desta ajuda que está sendo dada. Eu espero que tenha interpretes melhores desta vez. Eu estou um pouco angustiado para ver como vai ser novamente”, disse Wesley Haber.

A primeira decisão da Justiça era para que a prova fosse em abril, porém, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recorreu da decisão. Para a Instituto, o participante com surdez ou deficiência auditiva não pode solicitar a tradução-interpretação integral da prova. Os tradutores-intérpretes, ainda conforme o Inep, atuam a fim de dirimir dúvidas e esclarecer questões pontuais, como o significado de palavras e expressões idiomáticas. Além disso, acrescentou o Instituto, o candidato precisa comprovar o domínio da modalidade escrita da língua portuguesa que, por lei, não pode ser substituída pela Libras.

Conforme consta na decisão judicial, “o Inep demonstrou que a tradutora-intérprete que atuou nas salas de aulas dos autores efetivamente tinha a certificação de Proficiência em Tradução e Interpretação da Língua Brasileira de Sinais – Nível Médio, emitido pela Universidade Federal de Santa Catarina”.  Entretanto, as provas não foram integralmente traduzidas para, assim, permitir a plena compreensão dos enunciados – fato que não foi negado pelo Inep, ainda de acordo com a decisão.

Feriado na segunda-feira, 28

Os orgãos estaduais do Maranhão não vão funcionar na próxima segunda-feira, 28. Em nota, a Casa Civil do Governo do Maranhão informa sobre o feriado, data alusiva à comemoração da Adesão do Maranhão à Independência do Brasil. O feriado foi estabelecido pela Lei Estadual no 2.457, de 2 de outubro de 1964.

Na data, funcionarão apenas os órgãos estaduais que prestam serviços essenciais à população, como hospitais e delegacias de polícia. Os prazos de processos judiciais iniciados ou encerrados nessa data

Novas casas são entregues a moradores do Lucindo

Novas casas são entregues a moradores do Lucindo

Moradores da comunidade do Lucindo (Poção de Pedras) começaram a receber as chaves de suas novas residências, construídas com recursos da Caixa Econômica. “Já foram entregues 50 unidades habitacionais no comunidade no dia 22 de junho do corrente e estaremos inaugurando mais 50 unidades habitacionais domingo 3, de agosto a partir das 17:00h com uma grande festa animada por Zequinha Ribeiro e Banda e Paredao Tá na Boca”, garantiu o construtor  Gerônimo.

Maranhão tem candidato mais jovem para o Senado

Evan de Andrade, alega que nem sempre experiência na política, significa sucesso na política e que ele pode representar bem a população

Pertence ao Maranhão o candidato mais novo na disputa ao Senado, é Evan de Andrade (PCB). Aos 34 anos – fará em setembro a idade mínima exigida por Lei para exercer a função – é coordenador da Juventude do PCB e pretende representar os interesses dessa faixa estaria da população no Congresso Federal.

O artigo 14 da Constituição estabelece que, para se eleger, a idade mínima é de trinta e cinco anos para Presidente e Vice-Presidente da República e Senador. No entanto, Evan baseia-se no artigo 11 da Lei Eleitoral 9.504/97, que preconiza que a idade mínima, como condição de elegibilidade é verificada tomando-se como base a data da posse. “Dessa forma, atenderei os requisitos legais para o cargo no dia 30 de setembro deste ano, quando completarei 35 anos, antes, portanto, da posse”, defende o candidato do PCB, partido mais antigo do Brasil, com 92 anos de história, e que Evan atribui sua fundamentação política.
Para contrapor o discurso da experiência, comum a alguns políticos que atuam há mais tempo, o comunista alega que, em vários casos, a experiência está ligada a ultrapassadas e combatidas práticas políticas – ele elenca: desvio de dinheiro público, propostas faraônicas, sonegação fiscal, tráfico de influencia, nepotismo cruzado, superfaturamento. “Essa experiência faço questão de nunca possuir. Em política o que importa, antes de tudo é a vontade de fazer, a honestidade e se assessorar de excelentes profissionais”, opina.

TRE-MA deve julgar 846 processos de candidaturas em 28 dias

Presidente do TRE, Fróz Sobrinho, garante celeridade no julgamento de candidaturas impugnadas. Prazo dado é até o dia 21 de agosto
“Nas próximas quatro sessões vamos julgar todos os processos. Vamos priorizar as impugnações, e os processos que não tiverem nenhum problema, como todos os documentos e que o MP deu parecer favorável vamos julgar em blocos”, informa o presidente.
Para dar mais celeridade ao processo, a legislação eleitoral prevê que para os julgamentos de registros de candidaturas e de impugnações não é necessário publicar pauta no Diário da Justiça Eletrônico. Cabe aos relatores decidir sobre as votações.
É preciso apenas, que os gabinetes dos relatores afixem em mural, até minutos antes da sessão, a relação contendo os números dos processos que pretendem levar a julgamento.
 
Impugnações
Entre os 35 pedidos de impugnação de candidaturas recebido no TRE, estão 18 candidatos a deputado estadual, seis a deputado federal e dois candidatos a governador.
Os acusados já apresentaram defesa, já que, segundo resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), terminado o prazo para impugnação (encerrado no dia 12 de julho), o candidato, partido político ou coligação são notificados. Tendo, então, sete dias para contestar ou se manifestar sobre a notícia de inelegibilidade, juntar documentos, indicar rol de testemunhas e requerer a produção de outras provas.
Assim como os registros, as impugnações, ao serem protocolados no TRE-MA são distribuídas automaticamente para relatoria entre os desembargadores eleitorais, em seguida, são enviados para a Procuradoria Regional Eleitoral que emite parecer e depois encaminha para os respectivos relatores analisarem e proferirem voto em sessão.

‘Parecemos uma família’, diz atriz de ‘Transformers: A era da extinção’

Já no quarto filme da franquia, já dá para se dizer que existe uma “Família Transformers”. E os atores do novo longa da série, em cartaz no Brasil, concordam. “Não é todo o dia que você recebe a ligação de um diretor como Michael Bay. Nossas famílias ficaram encantadas, nossos amigos também”, diz Jack Reynor. Nicola Peltz diz que “pirou” quando o cineasta ligou para ela. Eles disseram se ajudaram durante as filmagens, especialmente na questão física, já que tiveram que correr e pular nas cenas. Reynor teve que fazer um treinamento especial para dirigir carros. Empolgou-se com a estrutura. Afinal, vinha de filmes independentes e nunca tinha feito algo assim antes.

G1 conversou com os atores, durante sua passagem pelo Rio para promover o lançamento de “Transformers: A era da extinção’, quarto filme da milionária franquia. Nicola interpreta Tessa, filha do inventor fracassado Cade Yeager (Mark Wahlberg), que acaba se aliando ao líder dos Autobots, Optimus Prime. Já Reynor vive o piloto de corridas Shane, namorado da moça, que entre uma ou outra explosão, tenta se dar bem com o ‘sogro’ linha dura.

‘Amor’ por Mark Wahlberg
A atriz já tinha experiência com efeitos especiais ao trabalhar com M. Night Shyamalan (diretor de “O sexto sentido”) no filme “O último mestre do ar” (2010). Ela disse ter ficado surpresa em ter que fazer poucas cenas diante de uma tela verde (onde os efeitos são inseridos depois, na pós-produção).

“Neste filme, todas as explosões e perseguições de carros foram reais. Então foi algo bem diferente”, contou a atriz. Reynor falou sobre sua participação na nova versão cinematográfica de “Macbeth”, estrelada por Michael Fassbender e Marion Cotillard, ainda inédita nos cinemas.

“Foi o meu primeiro filme de época, mas assim como ‘Transformers’, me dediquei inteiramente’, diz o ator. Nicola Peltz disse “amar” Mark Wahlberg. “Eu o amo. Ele é talentoso, mas você não sabe o quanto ele é esforçado. Ter a chance de aprender com ele todos os dias foi algo realmente incrível”, derreteu-se a atriz.

Ao serem perguntados sobre qual Transformer gostariam de ser, a resposta foi uma só: Bumblebee. O robô se transforma em um Camaro amarelo e é um dos mais populares. “Ele é adolescente. Nós nos identicamos com ele”, disse Nicola Peltz. Os dois afirmaram que gostariam de voltar para um ‘Transformers 5′, mas não têm certeza se haverá um outro. Com uma bilheteria mundial de quase US$ 900 milhões em apenas um mês, é difícil duvidar de que vem aí mais uma sequência dos aliens cibernéticos?

Árbitro de Brasil x Croácia revela ter se disfarçado para fugir de agressões

Após marcar um polêmico pênalti sobre Fred no jogo de abertura da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia, o árbitro Yuichi Nishimura precisou se disfarçar para fugir de agressões de torcedores croatas no aeroporto, logo depois da partida. Em entrevista à agência AFP, o japonês revelou que foi descoberto depois de um voluntário ter acenado para ele, precisando ser protegido por seguranças para que conseguisse embarcar sem problemas.

- A segurança me escoltou. Foram alguns incidentes, mas nada sério – explicou.

Yuichi Nishimura árbitro jogo Brasil x Croácia (Foto: AFP)Yuichi Nishimura causou polêmica na abertura da Copa do Mundo (Foto: AFP)

 

Nishimura se mostrou tranquilo sobre a má fama que acabou ganhando após o episódio em campo, uma vez que o lance acabou sendo decisivo para o resultado – o Brasil venceu de virada, por 3 a 1. O árbitro disse que “estava preparado para as críticas” antes do jogo, mas achou que foi alvo de muita dureza de alguns veículos.

- Algumas críticas foram muito severas, mas muitas opiniões me ajudaram a melhorar. Arbitrar é duro. Tudo isso faz parte do trabalho – opinou.

O árbitro japonês ainda tentou explicar porque assinalou a penalidade no lance envolvendo Fred, que originou o segundo gol brasileiro na partida e encaminhou a vitória na Arena Corinthians.

- Se você observar como aconteceu, o atacante estava tentando chutar com um movimento. O zagueiro coloca as mãos sobre ele. Foi um erro dele.

 

 

Em comunicado, Fifa diz: “Copa na Rússia pode ser força para o bem”

A Fifa emitiu um comunicado nesta sexta-feira para retificar o apoio à Rússia como sede da próxima edição da Copa do Mundo. O país vem sofrendo críticas de diversos setores, sobretudo, após o início da crise política com a Ucrânia. Além disso, é investigado pela própria Fifa por conta de uma suspeita de compra de votos no processo de escolha para receber o Mundial de 2018.

- Vimos que a Copa do Mundo pode ser uma força para o bem, e a Fifa acredita que esse será o caso da edição de 2018 na Rússia – dizia parte do comunicado.

estádio de Luzhniki, onde será a partida do Lokomotiv (Foto: AFP)Luzhniki receberá a final da próxima Copa do Mundo, na Rússia (Foto: AFP)

 

Um dia antes de a Fifa divulgar o comunicado, o presidente da Federação Alemã de Futebol (DBF), Wolfgang Niersbach, disse que a Rússia não tem condições de sediar a próxima Copa e até se colocou à disposição para substitui-la.

- Observa-se com uma grande preocupação essa crise política na Rússia, o que não era previsível quando a decisão foi tomada em dezembro de 2010. Naturalmente a Alemanha seria, como campeã mundial, a alternativa adequada para celebrar o Mundial. Seria melhor fazer a Copa em cooperação com a Polônia e com a Ucrânia, que também têm estádios de futebol modernos. – disse Niersbach, em entrevista publicada nesta quinta-feira no jornal alemão “Bild”.

Confira o comunicado na íntegra

“Na qualidade de entidade diretora mundial do futebol, a Fifa assume a responsabilidade de administrar o esporte com seriedade e apoia todo e qualquer debate pacífico e democrático.  A Fifa deplora qualquer forma de violência e continuará usando os seus torneios para promover o diálogo, a compreensão e a paz entre os povos.

Até o momento, a história mostra que o boicote a eventos esportivos e uma política de isolamento ou confronto não são as maneiras mais eficazes para solucionar problemas. A organização da Copa do Mundo, com a atenção internacional que ela atrai, pode ser um poderoso catalisador para o diálogo construtivo entre povos e governos, ajudando a trazer avanços sociais. A Copa do Mundo une equipes e nações de todo o planeta, desde as eliminatórias até a competição em si, num espírito de fair play e respeito.

A Fifa está convencida de que, por meio do futebol, especialmente da Copa do Mundo e da sua notoriedade internacional, podemos alcançar mudanças positivas no mundo. No entanto, o futebol não pode ser visto como solução para todas as questões, em particular daquelas relacionadas à política mundial. Vimos que a Copa do Mundo pode ser uma força para o bem, e a Fifa acredita que esse será o caso da edição de 2018 na Rússia.”

%d bloggers like this: