11694894_1653225491591427_8245882745727738046_n

Prefeitos eleitos do PSB participam de encontro com Flavio Dino e declaram apoio ao Tema

 

 

O governador Flavio Dino recebeu nesta segunda-feira (05) os prefeitos e vice-prefeitos eleitos e reeleitos pelo PSB no Maranhão.

Durante a reunião o governador Flavio Dino declarou a todos que o Governo do Estado será um parceiro dos municípios e que o PSB é muito mais que um aliado, pois é parte do governo, com dois secretários de estado presentes a reunião, o Marcelo Tavares chefe da casa civil e Marcelo Coelho secretário de meio ambiente.

Os prefeitos capitaneados pelo presidente do partido o prefeito de Timon, Luciano Leitoa mostraram a verdadeira realidade dos municípios e relacionaram as prioridades, onde muitos deles pediram socorro para saúde e abastecimento d’água.

 

 

O prefeito Tema por sua vez falou de sua viagem a Brasilia a fim de buscar junto ao Ministério da Saúde um de media e alta complexidade ondem a um deficit repasse deste recurso para todo o estado do Maranhão

Dino encerrou o encontro reforçando a parceria do estado com o município.

 

Estava presente na reunião alem do governador e dos secretários de estado o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB), os prefeitos Luciano Leitoa (Timon), Tema (Tuntum), Ribamar (Humberto de Campos) Drª Jesus (Governador Acher), Jadilson (Mirinzal), Maguila (Serrano), Leila (Sucupira do Norte), Placido (Santa Luzia do Paruá ) e Domingos Costa (Matões do Norte). O presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP) assistiu a reunião.
FAMEM

 

Antes do encontro com o governador Flavio Dino os prefeitos se reuniram na sede do partido na Lagoa e declararam apoio a candidatura do prefeito de Tuntum, Dr. Tema a presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM).

 

11694894_1653225491591427_8245882745727738046_n

Reeleição de Flávio Dino é prioridade, diz resolução política do PCdoB.

GOVERNADOR FLÁVIO DINO.

GOVERNADOR FLÁVIO DINO.

MARANHÃO – O Partido Comunista do Brasil (PC do B) apresentou no último domingo (4) uma resolução política onde defende a construção de uma frente ampla e democrática para impedir a perda dos direitos sociais dos brasileiros e retomar o desenvolvimento econômico do país. Entre as resoluções definidas pelo Comitê Central do PCdoB, a reeleição do governador do Maranhão, Flávio Dino, está entre as prioridades da sigla, pelo papel atuante que Dino vem desempenhando no debate político nacional.

A reeleição de Flávio Dino – primeiro governador eleito pela legenda – aparece no documento como uma das “tarefas do partido”.

“Arquitetar, desde já, o projeto eleitoral do PCdoB de 2018 com prioridade à reeleição do governador Flávio Dino, do Maranhão”, é o que diz a terceira das dez metas elencadas pela legenda para os próximos anos.

A resolução ressalta o desempenho de Flávio Dino na luta contra o impeachment de Dilma Rousseff, e a postura do governador na atual crise política brasileira, uma vez que ele é contrário ao congelamento dos gastos públicos proposto na PEC-55 e a favor do imposto sobre grandes fortunas.

“Depois de ter se destacado na luta contra o impeachment, ele se mantém resoluto na defesa do Estado Democrático de Direito. Em diferentes fóruns de governadores, tem se colocado contra o congelamento de gastos da PEC-55, e no seu lugar defende a taxação das grandes fortunas, das heranças e das aplicações financeiras”, diz a resolução.

Em artigo, o advogado e jornalista Eurico Barbosa classificou Flávio Dino como “a maior expressão da vida pública brasileira na atualidade”.

Superando a crise

O governador do Maranhão também vem se destacando como gestor público. Segundo levantamento realizado pelo site G1, apesar da crise econômica que vem assolando vários estados, Flávio Dino conseguiu manter o equilíbrio nas contas e o Maranhão está entre os oito estados que conseguiram superávit e fecharam o ano no azul.

11694894_1653225491591427_8245882745727738046_n

Governo anuncia proposta de reforma da Previdência com idade mínima de 65 anos

Com regra de transição, serão afetados homens com até 50 anos, informou o presidente Michel Temer, acrescentando que direitos adquiridos são ‘inatacáveis’.

A declaração foi dada na abertura de uma reunião no Palácio do Planalto para detalhar a proposta aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e aos parlamentares. Também falaram o presidente Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Segundo o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), os militares ficarão de fora da reforma da Previdência. Haverá, de acordo com ele, uma proposta em separado para eles. A lém disso, também será estabelecida uma contribuição para os trabalhadores rurais, mas a idade ainda está sendo discutida. Ele confirmou ainda que os estados e municípios poderão aderir ao Funpresp.

O objetivo do governo ao propor uma reforma da Previdência é tentar manter a sustentabilidade das contas públicas, diante de um déficit crescente do sistema previdenciário brasileiro – que resulta de regras atuais mais benéficas do que no resto do mundo, de um envelhecimento da população brasileira e de queda na taxa de natalidade no país.

Em estudo, o governo informa que a média de idade da aposentadoria no Brasil, de 58 anos em 2015, está entre menores do mundo. A média de idade da aposentadoria nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) – grupo de nações desenvolvidas – é de 64,2 anos para os homens (ano base 2012).

Segundo o ministro Eliseu Padilha, sem a reforma, em 2024, todo o orçamento da União será utilizado para pagar a folha de pagamentos e a aposentadoria.

“Nós não estamos inovando. Eu cito, como curiosidade: o primeiro regime previdenciário brasileiro tinha idade mínima de 65 anos, que é a idade que está sendo proposta agora”, afirmou Padilha durante a reunião.

Durante o encontro, o presidente Michel Temer confirmou que o texto será enviado nesta terça ao Congresso. “Chega de pequenas reformas. Ou enfrentamos de frente [a necessidade de reformar a Previdência] ou iremos condenar os aposentados a bater nas portas do Poder Público e nada receberem [no futuro]”, declarou o presidente.

Na avaliação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a reforma da Previdência “não é questão de desejo, mas uma necessidade”. “Mais do que a idade em que a pessoa vai se aposentar, [importante] é a segurança de que vai receber [a aposentadoria]”, disse.

Ele explicou que, atualmente, uma em cada 10 pessoas é idosa no Brasil e acrescentou que, em 2060, será um idoso para cada três pessoas. “É uma situação cada mais difícil de pagar a conta dos aposentados. Todos os meses o regime geral paga cerca de 29 milhões de benefícios, equivalentes a R$ 34 bilhões por mês”, afirmou Meirelles.

Temer diz que enviará reforma da previdência nesta terça

Direito adquirido e regra de transição
“A proposta leva em conta direitos adquiridos, inatacáveis. Nada muda para quem recebe os benefícios ou que completaram os requisitos para se aposentar. Aqueles que já completaram as condições para o acesso [ao benefício previdenciário], não precisam se preocupar. Seus direitos não serão atingidos”, disse o presidente Michel Temer.

Segundo ele, as novas regras valerão integralmente para os mais jovens e haverá regras de transição para garantir uma “transferência mais tranquila para a nova situação”.

De acordo com a proposta do governo federal, as novas regras de aposentadoria valerão para homens com até 50 anos. Quem já estiver acima dessa idade, será submetido a uma regra de transição – que até o momento ainda não foi esclarecida pelo governo federal.

O lider do governo no Senado, Romero Jucá, informou, que, na regra de transição, ficará estabelecido que as mulheres com mais de 45 anos terão direito – ou seja, um regra mais benéfica do que no caso dos homens.

Temer defende idade mínima para aposentadoria

Regras atuais
Pelo sistema atual, para os contribuintes do sistema urbano, o contribuinte precisa fazer uma pontuação mínima para conseguir se aposentar com 100% do benefício.

Essa pontuação é calculada pela soma da idade da pessoa e o tempo de contribuição e tem que ser de pelo menos 95 para homens e de 85 para mulheres. Esse cálculo é uma alternativa ao fator previdenciário, aplicado caso o trabalhador queira se aposentar antes, mas com um benefício menor.

 (Foto: Arte/G1)

(Foto: Arte/G1)

No caso da aposentadoria rural, a regra atual exige que, para requerer a aposentadoria, os trabalhadores devem ter 60 anos (homens) e 55 (mulheres) e comprovar 15 anos de trabalho no campo. Não é preciso ter contribuído para o INSS.

Para os servidores públicos, há várias regras, mas a geral é por idade, sendo 60 anos para homens e 55 para mulheres, com 35 anos de contribuição (masculino) e 30 anos (feminino). Essa regra permanente vale para pessoas que ingressaram nas carreiras depois de 1998.

Quem ingressou antes de 1998 tem acesso a algumas regras de transição que permitem a essas pessoas se aposentaram antes. Não há necessidade de ter 35 e 30 de contribuição, para homens e mulheres, podendo ter apenas 65 e 60 anos de idade.

Para calcular o valor do benefício, quem ingressou até 2003, pode vir a receber o valor do seu último salário como benefício – dependendo das regras de transição – e quem ingressou após vai receber a média dos salários.

Ainda no caso do serviço público, o servidor que entrou a partir de fevereiro de 2013 tem o benefício limitado ao teto do INSS. Para receber acima deste valor, tem de contribuir para o Funpresp – um fundo de pensão dos servidores, pelo qual ele pode aportar até 8,5% do salário com uma contrapartida equivalente patronal.

Já no caso das pensões de militares, quem ingressou depois de agosto de 2001 não tem direito de gerar pensão vitalícia para a filha. O militar que entrou até agosto de 2001 e optou por contribuir com 1,5% além do valor nomal tem assegurado o direito da pensão vitalícia para a filha.

Segundo números oficiais, a aposentadoria rural paga, atualmente, cerca de 9,3 milhões de benefícios, enquanto a aposentadoria urbana (sem contar servidores públicos e militares) registra o pagamento de 18,75 milhões de benefícios. Há ainda as pensões por morte, que somam 7,5 milhões.

Rombo bilionário
A proposta de reforma da Previdência visa evitar um crescimento ainda maior, no futuro, do rombo da Previdência Social – cuja previsão é de R$ 230 bilhões para 2017, englobando trabalhadores do setor privado, público e as pensões de militares, o equivalente a 3,46% do PIB. Os números constam na proposta de orçamento do ano que vem.

O déficit do sistema previdenciário é pago por toda sociedade, com recursos obtidos por meio da arrecadação de impostos. Neste ano, o déficit dos sistemas de Previdência Social do país deve ficar em cerca de R$ 200 bilhões (3,2% do PIB). Com isso, a previsão é de um aumento de cerca de 16%, ou de R$ 30 bilhões, no rombo dos sistemas previdenciários em 2017.

Somente para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sistema público que atende aos trabalhadores do setor privado, a previsão é um déficit de R$ 181,2 bilhões (2,66% do PIB no próximo ano). Em 2016, a previsão é de um déficit de R$ 151,9 bilhões (cerca de 2,4% do PIB).

De todo o rombo previdenciário, a maior parte refere-se à aposentadoria rural, no caso do INSS, e aos servidores públicos e militares – que possuem regimes próprios. Em 2015, o rombo da aposentadoria rural somou R$ 91 bilhões e, dos servidores públicos e militares, totalizou R$ 72,5 bilhões. Se os estados forem incluídos nessa conta, o tamanho do buraco fica maior ainda: R$ 133,4 bilhões no ano passado.

Segundo previsão do governo, sem mudança das regras, a despesa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para pagar todos os benefícios, que hoje fica em 8% do Produto Interno Bruto (PIB), pode passar, em 2060, ao equivalente a 17% do PIB – algo como mais de R$ 600 bilhões a mais. Sem mudanças, a previsão do do secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, é de que as contas podem “degringolar” no futuro.

Para o ministro da Fazenda, mais importante do que manter a idade mínima para se aposentar é garantir que a aposentadoria será paga, ou seja, é garantir que o sistema previdenciário será sustentável nos próximos anos. Falando sobre o sistema atual de aposentadorias, o ministro disse ainda que “é injusto conceder privilégios a pequenos grupos”, citando o serviço público.

Meirelles diz que reforma da Previdência não é desejo, mas ‘necessidade’

Tramitação da PEC
Por alterar a Constituição, as propostas de emenda têm uma tramitação mais longa no Congresso. Inicialmente, é analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara para verificar se não fere nenhum princípio constitucional.

Caso a CCJ entenda que a proposta é constitucional, é criada uma comissão especial para analisar a PEC. O colegiado elabora e vota um parecer. Se aprovado, o texto é enviado para análise do plenário da Casa.

No plenário da Câmara dos Deputados, a PEC tem de ser aprovada, em dois turnos, por três quintos dos deputados (308 votos). Ao final, tem de passar, ainda, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e por dois turnos no plenário daquela Casa – com aprovação, novamente, de três quintos dos senadores (49 votos).

Se o Senado aprovar o texto como o recebeu da Câmara, a emenda é promulgada e passa a valer como lei. No caso de alteração, o texto é enviado novamente para a Câmara, que analisa as alterações feitas pelos senadores.

Reação das centrais
Após anunciar as linhas gerais da proposta de reforma da Previdência, Temer recebeu no Palácio do Planalto representantes de centrais sindicais.

Ao deixar a reunião, o presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, disse que a proposta, “do jeito que está, não passa”.

“O Congresso vai fazer o papel que o governo não fez, que é a negociação com as centrais. O ideal era que o governo tivesse discutido com as centrais à exaustão […]. O governo terá a maior confusão da história do Brasil”, acrescentou.

Paulinho disse, ainda, que as centrais sindicais deverão se reunir nesta terça (6) para discutir como conseguir mudar trechos da proposta.

Participaram da reunião no Planalto representantes, além da Força, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e da Nova Central Sindical de Trabalhadores.

SAMBA E CHORO NA PRAÇA LARDO DO CAROÇUDO, NO CENTENÁRIO DO SAMBA

Eu e minha equipe de trabalho da Revista Caras e Nomes, estivemos no bairro mais Cultural da Ilha do amor na última Sexta feira (2 )no encerramento do projeto Samba e choro na Praça Lardo do Caroçudo
“NESTE ANO QUE SE COMEMORA O CENTENÁRIO DO SAMBA”
Fomos conferir exatamente no Largo do Caroçudo.
O projeto que foi patrocinado pela CEMAR. Via lei Estadual de incentivo a Cultura.
Os grupos instrumental Pixinguinha,Sindicato do Samba,Serrinha,fuzileiros da furzaca,chorando calado, Máquina do Samba,Nivaldo Santos e o tradicional bloco Os Baratas,fizeram parte dessa noite.
Foi uma roda de samba com direito a uma megaestrutura de palco de 360°,som ,luz e segurança.
SAMBA E CHORO NA PRAÇA.

MÁQUINA DO SAMBA.

Reuniu músicos de Descascar ‘Alho
com uma nova roupagem e novo repertorio. Mostrando um outro lado da banda com 18 integrantes, com muito sangue na veia segundo “Boscotó” É uma nova versão para mostrar sua veia musical antes e depois do Carnaval.

Vale a pena ver de novo!

dsc_0418

dsc_0421

dsc_0422

dsc_0431

dsc_0432

dsc_0449

dsc_0474

dsc_0477

dsc_0485

dsc_0490

dsc_0407

dsc_0415

dsc_0416

dsc_0430

dsc_0439

dsc_0467dsc_0471

dsc_0475

dsc_0500

CARAS E NOMES ESPORTES

Chapecoense é declarada campeã da Copa Sul-Americana

Por título internacional, equipe de Santa Catarina receberá aproximadamente US$ 4,8 milhões em premiações

chape

A Conmebol definiu nesta segunda-feira que a Chapecoense é a campeã da edição de 2016 da Copa Sul-Americana. A decisão já estava tomada desde a última quinta-feira, e foi oficializada em reunião virtual do Conselho da entidade – que tem representantes dos 10 países sul-americanos.

A Chape, que na semana passada perdeu jogadores, comissão técnica e dirigentes na tragédia da Colômbia, agora tem vaga garantida na Recopa Sul-Americana de 2017 (que disputará contra o Atlético Nacional de Medellín em data a ser definida) e na fase de grupos da Taça Libertadores do ano que vem.

A decisão da Conmebol reforça as finanças da Chape. Pelo título da Sul-Americana, o clube catarinense vai receber premiação de US$ 2 milhões. Pela vaga na Recopa, mais US$ 1 milhão. A participação na Libertadores renderá ainda mais US$ 600 mil por jogo como mandante. Como fará ao menos três partidas na fase de grupos, o time catarinense já garantiu US$ 1,8 milhão.

(Globoesporte.com)

11755872_1653225438258099_5537802672289304425_nPromoter Fred Kennedy realiza festa de entrega do “Troféu das personalidades do Ano”.

VEREADOR ASTRO DE OGUM COM OS AGRACIADOS DO TROFÉU.

VEREADOR ASTRO DE OGUM COM OS AGRACIADOS DO TROFÉU.

MORROS – Aconteceu no sábado (3) na cidade de Morros, no restaurante Latadinha a festa de entrega do “Troféu das Personalidades do ano” sob o comando do colunista, Promoter e Vereador eleito Fred Kennedy (PMN) que realizou no final de semana, a 15ª edição  do Prêmio Lençóis de Areia.  Além de políticos, empresários, profissionais da imprensa tais como: Ilze Rangel-Fofa (Colunista, Promoter e Jornalista), William Santos (Apresentador e Colunista), Rita Matos (Jornalista, Radialista, Assessora de Imprensa, Apresentadora e Blogueira) Zé Cirilo Cazuza, e a equipe do Portal do Munim, como também os prefeitos eleitos, como Sidrack de Morros, George Luís de Primeira Cruz, Luziane Lisboa de Santo Amaro, Tonhão de Cachoeira Grande, Dr. Amilcar Rocha empresário dono da pousada Buriti em Barreirinhas. Como outros também homenageados.

Representantes da sociedade estiveram em peso na 15ª noite das personalidades, o Prêmio Lençóis de Areia, foi organizado pelo renomado promoter e colunista Fred Kennedy e atual vereador eleito.

PREFEITOS ELEITOS GEORGE LUIS DE PRIMEIRA CRUZ E O PREFEITO DE MORROS SIDRACK FEITOSA.

PREFEITOS ELEITOS GEORGE LUIS DE PRIMEIRA CRUZ E O PREFEITO DE MORROS SIDRACK FEITOSA.

VICE-PREFEITO FABIANO LOPES ENTREGANDO O TROFÉU A DRA. JAQUELINE.

VICE-PREFEITO FABIANO LOPES ENTREGANDO O TROFÉU A DRA. JAQUELINE.

VEREADORA LUCIANE DE CACHOEIRA GRANDE COM O ESPOSO E AMIGOS.

VEREADORA LUCIANE DE CACHOEIRA GRANDE COM O ESPOSO E AMIGOS.

PREFEITO SIDRACK COM A ESPOSA E ZÉ CIRILO.

PREFEITO SIDRACK COM A ESPOSA E ZÉ CIRILO.

PREFEITO SIDRACK ENTREGANDO O TROFÉU A PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO.

PREFEITO SIDRACK ENTREGANDO O TROFÉU A PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO.

PREFEITO DE MORROS SIDRACK RECEBENDO O TROFÉU.

PREFEITO DE MORROS SIDRACK RECEBENDO O TROFÉU.

PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO, PREFEITO ELEITO DE PRIMEIRA CRUZ E SUA ESPOSA.

PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO, PREFEITO ELEITO DE PRIMEIRA CRUZ E SUA ESPOSA.

EQUIPE DO PORTAL DO MUNIM.

EQUIPE DO PORTAL DO MUNIM.

EX-PREFEITO RIBAMAR LOPES SENDO HOMENAGEADO.

EX-PREFEITO RIBAMAR LOPES SENDO HOMENAGEADO.

DONA MARGOT COM PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO.

DONA MARGOT COM PREFEITA LUZIANE DE SANTO AMARO.

  • Um Instante – Ferreira Gullar

Poema de Ferreira Gullar - Um Insatnte

 

Aqui me tenho/ Como não me conheço/ nem me quis/ sem começo/ nem fim/ aqui me tenho/ sem mim/ nada lembro/ nem sei/ à luz presente/ sou apenas um bicho/ transparente.
Um instante, poema de Ferreira Gullar.

Ferreira Gullar morre no Rio

O poeta, ensaísta, crítico de arte, dramaturgo, biógrafo, tradutor e memorialista Ferreira Gullar morreu aos 86 anos. A informação foi confirmada pelo colunista Ancelmo Gois. O escritor estava internado no Hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio, por complicações pulmonares.

Ferreira Gullar assumiu ao longa da vida uma extensa lista de papéis que, sozinhos, não dão a dimensão do seu lugar na cena cultural do país. Um dos fundadores do neoconcretismo, o poeta participou de todos os acontecimentos mais importantes da poesia brasileira. A escritora e também imortal da ABL Nélida Piñon destacou a biografia de Gullar que, segundo ela, não foi ofuscada por sua obra.

— O seu legado é a obra, que, às vezes, faz a gente até esquecer a biografia. Mas este não é o caso. Ele teve uma vida bonita, difícil e de grande dignidade. O sofrimento do exilado não lhe tirou a graça.

Quarto dos 11 filhos do casal Newton Ferreira e Alzira Ribeiro Goulart, ele nasceu José Ribamar Ferreira no dia 10 de setembro de 1930 em São Luiz, no Maranhão. No início da década de 1950, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde, em 1956, participou da exposição concretista que é considerada o marco oficial do início da poesia concreta. Três anos depois, criou com Lígia Clark e Hélio Oiticica, o neoconcretismo, que valoriza a expressão e a subjetividade em oposição ao concretismo ortodoxo.

Militante do Partido Comunista, exilou-se na década de 1970, durante a ditadura militar, e viveu na União Soviética, na Argentina e Chile. Retornou ao país em 1977 e foi preso por agentes do Departamento de Polícia Política e Social no dia seguinte ao desembarque, no Rio. Foi libertado depois de 72 horas de interrogatório graças à intervenção de amigos junto a autoridades do regime. Depois disso, retornou aos poucos às atividades de critico, escritor e jornalista.

Eleito em 2014 para a Academia Brasileira de Letras, coleciona uma vasta lista de prêmios. Em 2002, foi indicado por nove professores dos Estados Unidos, do Brasil e de Portugal para o Prêmio Nobel de Literatura. Em 2007, seu livro “Resmungos” ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro de ficção do ano. A obra, editada pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, reúne crônicas de Gullar publicadas no jornal Folha de S. Paulo ao longo de 2005.

Em 2010, foi agraciado com o Prêmio Camões, o mais importante prêmio literário da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. No mesmo ano, foi contemplado com o título de Doutor Honoris Causa na Faculdade de Letras da UFRJ. Um ano depois ganhou o Prêmio Jabuti com o livro de poesia “Em alguma parte alguma”.

(O Globo)

11694894_1653225491591427_8245882745727738046_n

Roseana comemora melhora do IDHM do Maranhão

A ex-governadora Roseana Sarney  (PMDB) comentou ontem (2) a divulgação da nova edição do Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil.
Segundo revelou em primeira mão o Blog do Gilberto Léda, o Maranhão subiu duas posições no Ranking do IDHM em 2014, último da gestão peemedebista (reveja).

De acordo com a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), a elevação do índice no Maranhão foi possível em razão dos esforços em melhorar a qualidade de vida da população maranhense.

“Esses dados só reforçam o compromisso que tivemos ao logo do meu mandato para melhorar a vida das pessoas. Os avanços registrados no IDH são, na grande maioria das vezes, mais lentos do que os resultados que conseguimos levar de imediato em diversos setores, como é exemplo da saúde, onde, em curtíssimo prazo, o meu governo fez o maior programa de melhoria no atendimento já realizado em todo o Maranhão”, destacou.

Ela afirmou também os números representam um reflexo das ações que foram desenvolvidas pelo governo.

“Fico muito feliz por hoje ver, nesses novos números, que valeu a pena todo o esforço que fizemos. Construímos, geramos emprego e renda, atraímos dezenas de empresas e capacitamos cerca de 500 mil pessoas no programa Maranhão Profissional. É incontestável! Demos oportunidade de verdade, e é disso que o Maranhão precisa”, frisou.

11694894_1653225491591427_8245882745727738046_n

Famem: Luis Fernando diz que já é “cabo eleitoral” de Tema

“Já sou cabo eleitoral do  Rema para a presidência da Famem. É um grande companheiro, uma liderança reconhecida, fez um grande trabalho na Federação, durante seus dois mandatos e foi o primeiro e me procurar. Os demais postulantes são competentes, mas o Tema, prefeito de Tuntum,  foi quem me primeiro entrou  em contato comigo e por isso, garanto o meu voto e meu empenho na eleição dele”.

A afirmação foi feita na manhã desta quinta-feira (1), pelo prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB),  durante o encontro entre os prefeitos e o governador Flávio Dino, no Rio Poty Hotel. Presença das mais aguardadas, Luis Fernando foi cercado por  um batalhão de jornalistas em sua chegada e foi questionado sobre os mais variados assuntos, principalmente sobre a eleição para a presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão –Famem.

Eleito com 96,17% dos votos de  São José de Ribamar, a maior votação do país nas eleições de outubro, Luis Fernando disse que isso aumenta seu compromisso  e sua responsabilidade  com o povo daquela cidade. Sobre suas primeiras medidas, quando assumir o cargo em janeiro, revelou que a prioridade é a reconstrução da cidade.

“Em primeiro de janeiro, vamos providenciar a integração da Guarda Municipal com o aparelho de Segurança da cidade, para propiciar garantia da integridade do cidadão ribamarense. Vamos resgatar o orgulho do povo de ser ribamarense”, acrescentou.

Luis Fernando disse que voltará a a ser prefeito 24 horas, garantindo que haverá plantão de secretários. “A população de São José de Rib amar vai voltar a sentir a presença do poder público na cidade”, frisou Luis Fernando.

São Luís terá sistema de transporte público moderno com ônibus ‘RAPIDÃO’

BRT modernizará o transporte público na Grande São Luís
BRT modernizará o transporte público na Grande São Luís

A implantação do sistema de transporte tipo BRT (Transporte Rápido por Ônibus) na Ilha de São Luís é uma das medidas a serem adotadas pelo Governo do Maranhão para garantir a melhoria da mobilidade em toda a Região Metropolitana. Segundo a Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), a implantação do modelo faz parte da reestruturação das Avenidas dos Holandeses e Litorânea, e deverá ser concluída em 2018.

De acordo com o presidente da MOB, Arthur Cabral, o projeto do BRT Metropolitano abrange toda a Ilha de São Luís. “Ele é um BRT circular, nos moldes do que tem em Curitiba. A primeira etapa começa na rotatória do quartel da PM e vai até o viaduto que está sendo feito no Alphaville, no início da estrada da Raposa”, explicou.

O projeto prevê, ainda, a construção de estações de passageiros do tipo BRT, onde as catracas estarão posicionadas antes do passageiro entrar no ônibus. As paradas serão no mesmo nível do piso do ônibus, facilitando o embarque e desembarque. “Temos prevista a construção de um terminal de integração (do BRT) próximo ao Alphaville e outro próximo à Igreja Católica do Calhau. O BRT vai se integrar com o sistema de ônibus existente”, detalhou Arthur Cabral.

De acordo com o presidente da MOB, os testes com o BRT devem ser iniciados em 18 meses. “Acreditamos que em 18 meses já tenhamos uns trechos em funcionamento. Ele começa a ser testado e posteriormente inaugurado, garantindo um transporte com veículos modernos, articulados, com ar-condicionado. Será um grande avanço”, afirmou.

O BRT funcionará como uma grande linha alimentada pelas outras, integrada ao sistema da Prefeitura de São Luís, ao Expresso Metropolitano, que já funciona. “Em termos de mobilidade, a implantação do BRT retira muitos veículos de circulação da área central da cidade. Uma vez que consegue aumentar muito a capacidade de transporte e ajudará a resolver diversos gargalos do sistema de ônibus convencional”, disse Arthur Cabral.

11755872_1653225438258099_5537802672289304425_n

Em Encontro, Prefeitos elogiam iniciativa do Governo em dialogar com Municípios

Prefeitos elogiam iniciativa do Governo em buscar parcerias e gestão integrada em prol do desenvolvimento dos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Prefeitos elogiam iniciativa do Governo em buscar parcerias e gestão integrada em prol do desenvolvimento dos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Os 191 prefeitos maranhenses que compareceram ao evento ‘Governando Juntos: Encontro de Prefeitos e Prefeitas com o Governador Flávio Dino’, realizado nesta quinta-feira (1º), no Rio Poty Hotel, elogiaram a iniciativa da gestão estadual de buscar aprimorar o diálogo para uma gestão integrada com os municípios de modo a assegurar o desenvolvimento dos municípios. Os gestores conheceram o secretariado estadual e as principais ações que vêm sendo realizadas com foco na melhor qualidade de vida nos municípios maranhenses.

O governador Flávio Dino fez a apresentação dos programas e convidou os gestores a participar e serem parceiros para o êxito das administrações. “Esta é uma ocasião para que possamos fortalecer a integração com todos os municípios e reforçar que vamos apoiar todos os prefeitos e prefeitas e trabalhar juntos pelo bem da população”, afirmou o governador Flávio Dino.

Os gestores elogiaram a iniciativa do Governo do Estado ao promover esforços para a integração das gestões e colocar o Estado à disposição de todos os prefeitos na execução de políticas públicas. O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, avaliou o evento como de grande importância para discutir o trabalho do Governo do Estado e possibilitar aos municípios obterem mais conhecimento das ações. Edivaldo Holanda Júnior destacou que “com esta exposição, podemos avaliar o que melhor se adequa a cada realidade de gestão, e, sobretudo, firmar essa parceria com o Governo. Parabéns pela iniciativa deste evento”.

foto-handson-chagas-domingos-dutra-prefeito-de-paco-lumiar

Domingos Dutra, prefeito eleito de Paço do Lumiar. Foto: Handson Chagas/Secap

Prefeito eleito de Paço de Lumiar, Domingos Dutra destacou que o encontro possibilita que todos os prefeitos, principalmente os novos, possam acessar os programas de Governo. “Eu vou procurar junto ao Governo os programas que podem ajudar a nossa população. É um momento para compreender, saber os canais e eu ficarei junto ao Governo para tirar Paço do Lumiar da escuridão”, pontuou.

Encontros de gestores são sempre importantes para que as demandas possam ser apresentadas e tenham medidas concretas para resolução, destacou Marconi Pinheiro Matos, prefeito eleito de Cajapió. “O governador tem sido sensível aos municípios da Baixada realizando obras e ações importantes. E estamos participando deste momento para podermos levar ao Governo as questões da nossa população”, disse.

O prefeito eleito de Timon, Luciano Leitoa, avaliou a troca de experiências, informações e programas que somam para ajudar os novos prefeitos e otimizar cada vez mais as ações que resolvam as dificuldades. “Nossa região tem graves problemas na saúde e segurança pública e estamos aqui na expectativa de políticas públicas para atenuar estas questões e melhorar a qualidade de vida da população timonense”.

 

O prefeito eleito de Timon, Luciano Leitoa, avaliou a troca de experiências, informações e programas que somam para ajudar os novos prefeitos e otimizar cada vez mais as ações que resolvam as dificuldades. “Nossa região tem graves problemas na saúde e segurança pública e estamos aqui na expectativa de políticas públicas para atenuar estas questões e melhorar a qualidade de vida da população timonense”.

foto-2-handson-chagas-luciano-leitoa-prefeito-de-timon

Luciano Leitoa, prefeito reeleito de Timon. Foto: Handson Chagas/Secap

“A hora é de discutir os problemas e encontrar as soluções trabalhando de forma parceira com o Governo do Estado. Desde que assumiu a gestão, o governador tem buscado parcerias em todos os níveis de governo. Parabéns a ele por essa iniciativa”, avaliou o prefeito Francisco Freitas, eleito para administrar o município de Lagoa Grande do Maranhão.

Djalma Neto, prefeito reeleito de Arari, declarou que o encontro é uma oportunidade aos eleitos e também reeleitos para que tenham ideia de como funciona a parceria Governo e municípios. “Temos muito que aprender e conveniar. Precisamos muito do governo estadual e o governador se colocou à nossa disposição. Acreditamos que a gestão parceira traz o melhor resultado”.

Luís Mendes Ferreira Filho, prefeito eleito de Coroatá, colocou como expectativa ter a oportunidade de angariar programas para sua região. O gestor afirmou que este é verdadeiramente o governo do diálogo e que veio para mudar. “Estamos nesse importante evento para podermos conhecer mais da gestão estadual e firmar as parcerias importantes para o povo de Coroatá. São muitos os problemas e a população foi por muitos anos maltratada. Agora estamos começando um novo momento e estamos felizes por contar com o apoio do Governo”, enfatizou o prefeito.

foto-1-handson-chagas-luis-fernando-prefeito-de-ribamar

Luís Fernando, prefeito eleito de São José de Ribamar. Foto: Handson Chagas/Secap

 

 

Durante o evento, os prefeitos acompanharam apresentação das ações do Estado, realizada pelo governador Flávio Dino. À tarde, os presentes puderam conhecer experiências de gestões municipais no painel ‘Experiências de Governança Exitosas’, com os prefeitos Edivaldo Holanda Júnior, de São Luís e o convidado Firmino Filho, prefeito de Teresina. Na ocasião foi pactuado com os prefeitos o programa ‘Bolsa Escola – Mais Bolsa Família’ que garante material escolar a estudantes de baixa renda.

 

Luís Mendes Filho, prefeito eleito de Coroatá. Foto: Handson Chagas/Secap

Luís Mendes Filho, prefeito eleito de Coroatá. Foto: Handson Chagas/Secap

 

Francisco Freitas, prefeito eleito de Lagoa Grande do Maranhão. Foto: Handson Chagas/Secap

Francisco Freitas, prefeito eleito de Lagoa Grande do Maranhão. Foto: Handson Chagas/Secap

 

Marcone Pinheiro, prefeito eleito de Cajapió. Foto: Handson Chagas

Marcone Pinheiro, prefeito eleito de Cajapió. Foto: Handson Chagas

11755872_1653225438258099_5537802672289304425_n

Encontro reúne prefeitos eleitos e reeleitos de municípios maranhenses para debater gestão integrada

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

O governador Flávio Dino recebeu os prefeitos maranhenses durante Encontro para apresentar ações da gestão e definir estratégias de parceria. O evento ‘Governando Juntos: Encontro de Prefeitos e Prefeitas com o Governador Flávio Dino’, realizado nesta quinta-feira (1º), no Rio Poty Hotel, reuniu mais de 90% dos gestores eleitos e reeleitos. O evento teve como prioridade estreitar as relações entre as administrações municipais e estadual. Estiveram presentes também assessores municipais, secretários estaduais, deputados e vereadores.

Manter o espírito de união, parceria e considerar as realidades de cada região nas políticas públicas foram os elementos pontuados pelo governador Flávio Dino na fala aos prefeitos. Na ocasião, Dino apresentou programas de Governo e garantiu aos novos gestores o trabalho conjunto, em favor da população. “Vamos priorizar políticas que cheguem às pessoas que tradicionalmente não tiveram acesso aos serviços públicos mais essenciais. Não há razão para deixarmos de trabalhar juntos, dentro do que for possível e atendendo às necessidades de cada município”, enfatizou.

kge_encontro-de-prefeitos-e-prefeitas-com-flavio-dino-6

O Secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, ressaltou a importância do encontro para o desenvolvimento dos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

O encontro possibilitou reunir as principais demandas e definir soluções concretas para problemas mais urgentes e que há anos penalizam a população, avaliou o secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry. “Nada mais oportuno que os agentes diretos estejam coesos, tendo sempre como objetivo o bem estar da população e promovendo cidadania com projetos que impactem diretamente no social. Neste governo, todos os gestores terão espaço”, reiterou Jerry.

Para o presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto, manter o diálogo é sempre fundamental. “Temos que considerar o momento de crise política e financeira e, mais que nunca, manter o diálogo como foco. E a única forma de driblar essas dificuldades é manter a parceria entre Estado e Municípios, cada um fazendo sua parte”, avaliou o deputado.

“Vivemos um momento político crítico no Brasil e parabenizo os novos prefeitos, que terão grandes dificuldades na condução de suas administrações. Mas, que tenham posições firmes para defender sua população”, destacou o deputado federal Weverton Rocha. O deputado reforçou o diálogo para que se alcance êxito na solução de demandas. “Vocês enfrentarão problemas históricos, que não se resolvem da noite para o dia e apenas com o diálogo franco serão solucionados. Este encontro é o momento propício”, disse Rocha.

O prefeito eleito de São José de Ribamar, Luís Fernando Silva, enfatizou que neste momento de crise é importante que todos estejam de mãos dadas para vencer as dificuldades. “Agradeço, em nome dos ribamarenses, e vejo que com essa parceria os municípios vão desenvolver mais, apesar da crise”, reiterou.

Parceria

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

 

Os prefeitos tiveram a oportunidade de conhecer os principais programas do Governo do Estado e avaliar quais os mais pertinentes às suas regiões. A breve exposição dos programas foi realizada pelo governador Flávio Dino, que pontuou com estatísticas e resultados as ações de maior destaque. Na ocasião, o governador também discutiu com os gestores as possibilidades de parceria.

O cenário da arrecadação tributária foi o primeiro item tratado pelo governador. Ele destacou a compensação dada pelos tributos arrecadados no próprio estado que fizeram aumentar em quase 25% os repasses para os municípios, e que são esses a minimizar a queda dos recursos federais. “É muito importante olhar para arrecadação tributária própria’, enfatizou Flávio Dino, ressaltando o êxito do Maranhão.

O programa ‘Mais Asfalto’, realizado pelo Governo em parceria com os municípios, foi outro destaque da exposição aos prefeitos. Flávio Dino citou o alcance do programa em mais de 150 municípios, totalizando 1.000 quilômetros de asfalto e beneficiando cerca de 3,5 milhões de pessoas em todo o estado. A ação soma R$ 246 milhões já investidos. “É uma colaboração aos municípios e vamos continuar priorizando este programa que tem seu êxito constatado e grande alcance social”, disse.

Dino lembrou do cronograma de obras das estradas, e, em alguns casos, obras que estavam  há anos em andamento e foram concluídas e entregues nesta gestão. Para a recuperação e construção destas vias foram investimentos R$ 1 bilhão em cerca de 1.500 quilômetros reestruturadas.

Na Saúde, o governador apontou o déficit dos recursos recebidos do Sistema Único de Saúde (SUS), que, em sua avaliação, não atendem à demanda e assinalou os esforços do governo estadual para garantir a reestruturação da saúde nos municípios maranhenses. O governador propôs uma agenda de trabalho com os prefeitos para tratar da regionalização das ações. “Queremos priorizar unidades que atendam às demandas urgentes das regiões. Pactuar um sistema de saúde eficaz ao cidadão e viável financeiramente à gestão”, enfatizou.

O governador realçou que é preciso solucionar a desorganização encontrada na saúde, onde há programas que assistem a umas regiões e desassistem a outras. A Força Estadual de Saúde e o programa ‘Mais Médicos’ foram outros tema colocados pelo governador. No Maranhão são quase mil médicos – nos dois programas – atendendo municípios onde a saúde não chegava. “É uma ação extremamente eficaz e que resulta em economia para o Estado e municípios, além de garantir o acesso ao atendimento para a população”, frisou.

O abastecimento de água foi classificado como a segunda maior prioridade do Governo para os municípios. A abertura de poços e a instalação de sistemas simplificados chegarão a investimentos de R$ 429 milhões até 2018.

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Governador Flávio Dino reúne prefeitos e apresenta ações da administração estadual para levar desenvolvimento social aos municípios. Foto: Karlos Geromy/Secap

Na Educação, Flávio Dino citou o programa de recuperação e construção de escolas e a substituição de unidades de taipa e palha por construções de alvenaria, levando a possibilidade de ensino a milhares de crianças e jovens maranhenses. Ainda nesta área, o ‘Cidadão do Mundo’, com mais de R$ 3 milhões investidos e que oportuniza o aprendizado de língua estrangeira a estudantes da rede pública; a criação da Universidade da Região Tocantina (UEMASUL), primeiro passo à regionalização da educação superior; e o Bolsa Escola – Mais Bolsa Família, criado nesta gestão e que garante a compra de material escolar e fardamento a estudantes dos 217 municípios.

Na Segurança, o governador citou a convocação de 2.500 novos policiais e a aquisição de mais de 400 novas viaturas, além de citar ações de fortalecimento no sistema penitenciário. Na área social, ele enfatizou a ampliação da rede física do Viva, com 14 unidades inauguradas e distribuídas regionalmente onde não existia, como Pastos Bons, Barra do Corda e Chapadinha, além da realização de milhares atendimentos itinerantes solicitados pelos municípios.

Outros serviços itinerantes disponibilizados aos municípios e apresentados pelo governador foram a Caravana ‘Mais Esporte e Lazer’, a Carreta da Mulher e o Mamógrafo Móvel. Na Cultura, Flávio Dino garantiu o apoio do Governo ao Carnaval, São João, aniversário das cidades, Natal, Ano Novo e demais festividades de relevância às regiões. “Estamos dispostos a ajudar as cidades a realizarem as festas que são do povo, dentro da realidade fiscal e financeira que vivemos hoje”, pontuou.

Ainda na lista de exposições, os prefeitos puderam saber mais sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que nesta gestão aumentou em R$ 15 milhões contra os R$ 6 milhões em 2014. Mais de seis toneladas de sementes foram distribuídas a pequenos produtores. “São algumas das ações e programas nos quais tivemos bastante êxito e que, com o apoio dos municípios, vamos melhorar ainda mais”, concluiu.

Ao final, o governador solicitou aos prefeitos a apresentação de suas demandas nas áreas prioritárias e ressaltou a disposição do Estado em contribuir com o desenvolvimento de cada um dos municípios maranhenses.

11755872_1653225438258099_5537802672289304425_n

Cores, encanto e magia marcaram abertura do ‘Natal de Todos’

Governador Flávio Dino, prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior e secretário Diego Galdino durante abertura do ‘Natal de Todos’.  Foto: Gilson Teixeira/Secap

Governador Flávio Dino, prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior e secretário Diego Galdino durante abertura do ‘Natal de Todos’. Foto: Gilson Teixeira/Secap

São Luís começou a respirar o clima natalino nesta quinta-feira (1º) com a abertura oficial do ‘Natal de Todos’, realizado pelo Governo do Maranhão e Prefeitura de São Luís, com patrocínio da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). Luzes, cores e alegria marcaram o início das festas natalinas, que este ano contam com uma programação que reforça o encanto da data e envolve as famílias maranhenses até o próximo dia 22 de dezembro.

A cerimônia de abertura da programação natalina da cidade aconteceu em frente ao Palácio dos Leões e trouxe para a capital maranhense o clima natalino repleto de cores, luzes e decorações que anunciam o fim do ano. O governador Flávio Dino, presente na cerimônia, considerou importante o evento, por envolver a cidade em um clima festivo e movimentar os pontos turísticos da cidade. “Nós acreditamos muito que isso é uma forma de melhorar o bem estar da população num momento tão especial para todos, que é o momento do Natal, a festa da fraternidade e a festa maior para quem, como nós, acredita nos valores cristãos”, disse o governador Flávio Dino durante a solenidade que iniciou a programação natalina de São Luís.

Governador Flávio Dino, prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior e secretário Diego Galdino durante abertura do ‘Natal de Todos’.  Foto: Gilson Teixeira/Secap

Governador Flávio Dino, prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior e secretário Diego Galdino durante abertura do ‘Natal de Todos’. Foto: Gilson Teixeira/Secap

“São múltiplos os objetivos dessa parceria do Governo do Estado com a Prefeitura de São Luís. Em primeiro lugar a parceria da comunhão, da fraternidade, do congraçamento em espaços públicos, pois teremos programações aqui e em outros espaços da cidade. Além das dimensões culturais e do calendário turístico que estamos consolidando na cidade para atender tanto a quem mora aqui como a quem vem nos visitar”, completou o governador. As atrações culturais presentes garantiram o início do clima festivo do Natal. O acendimento das luzes de Natal e os fogos de artifício deram um brilho à parte ao evento, acompanhado dos olhares atentos das crianças e sorrisos iluminados das famílias.Governador Flávio Dino, prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior e secretário Diego Galdino durante abertura do ‘Natal de Todos’.  Foto: Gilson Teixeira/Secap

O Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, ressaltou o benefício das parcerias entre o governo e o município. “Já estamos encerrando dois anos de grandes parcerias entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado. Hoje essa parceria inicia o período natalino com uma vasta e grande programação realizada pelo governo e pela prefeitura, dando oportunidade para que as famílias venham até aqui acompanhar a programação até o fim do mês”, disse o prefeito.

A chegada do Papai Noel foi um momento todo especial para a criançada que assistiu, também, ao show dos fogos de artifício e ao acendimento das luzes natalinas. Em seguida, a apresentação de ballet da CIA Olinda Saul e o show de Flávia Bittencourt com Orquestra Jovem João do Vale completaram o cenário que encheu o espaço com a magia do natal.

Para o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, o objetivo do Governo com a cerimônia foi repetir o sucesso do ano passado incrementando ainda mais as atrações culturais. “Hoje inicia a grande festa que preparamos, pensando na qualidade e segurança para envolver as famílias maranhenses, fomentar a cultura e o turismo, e fortalecer a procura por São Luís nesse período, incrementando a economia do estado com geração de emprego e renda para toda a cadeia produtiva envolvida nos eventos”, destacou Diego Galdino.

A programação seguirá no Palácio dos Leões às sextas-feiras, prometendo encantar todos que prestigiarem. Na Praça da Lagoa, a programação será voltada especialmente para a criançada. Além das apresentações artísticas que serão realizadas no palco, a praça inteira estará imersa na atmosfera natalina nos sábados do mês de dezembro.

Nesses dias, o Papai Noel abrirá as portas de sua casa para receber as crianças e distribuir doces e fotos, além de uma oficina de leitura. A temporada natalina será encerrada no dia 22 de dezembro com a tradicional Cantata Natalina em frente à Igreja da Sé.

CARAS E NOMES ESPORTES

Dois estádios celebram juntos o “jogo que não houve”

 

1

A Arena Condá, casa da Chapecoense, e o Atanasio Girardot, estádio do Atlético Nacional, em Medellín, receberam homenagens simultâneas, na noite desta quarta-feira (30), aos 71 mortos no acidente com o avião que levava o time de Santa Catarina para a primeira final internacional de sua história, a da Copa Sul-Americana de 2016.

O confronto, válido como ida da decisão, deveria ter começado às 21h45 de quarta – devido à queda da aeronave, não aconteceu. Os eventos de tributo se iniciaram cerca de uma hora antes do horário programado para o duelo, e tiveram como ponto máximo justamente o minuto em que a bola deveria rolar.

Um minuto de silêncio conjunto

Às 21h45 (de Brasília) em ponto, a Arená Condá e o Atanasio Girardot mergulharam em silêncio. Na Colômbia, os torcedores carregavam velas acesas nas mãos, quase todos vestidos de branco. No Brasil, bandeiras e faixas cobriam a arquibancada. Durante um minuto, em respeito aos mortos, não se ouviu nem um piu nos dois estádios. Na sequência, em Chapecó, teve início uma salva de palmas, enquanto no telão da Condá passavam fotos e os nomes dos vitimados no acidente.

CARAS E NOMES SAUDE

Expectativa de vida do brasileiro ao nascer é de 75,5 anos, diz IBGE

O estado com a maior expectativa de vida é Santa Catarina; por outro lado, o Maranhão tem a menor taxa.

Mulheres continuam vivendo mais que homens (Foto: AP )

pectativa de vida ao nascer no Brasil era de 75 anos 5 meses e 26 dias em 2015, um aumento 3 meses e 14 dias em relação ao ano anterior. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (1º).

As mulheres ganharam uma esperança de vida de 3 meses e 4 dias, passando de 78,8 anos, em 2014, para 79,1 anos, em 2015. Já os homens tem a expectativa de viver 71,9 anos, com um aumento um pouco maior: de 3 meses e 22 dias, saindo dos 71,6 anos do ano anterior.

O estado com a maior expectativa é Santa Catarina, tanto para mulheres, com 82,1 anos, quanto para os homens, com 75,4 anos – a média dos sexos fica em 78, 7 anos. O Espírito Santo é o segundo estado com a maior esperança de vida, com 77,9 anos, seguido por São Paulo, com 77,8 anos. O Distrito Federal está empatado no terceiro lugar, com o mesmo índice dos paulistas.

O Maranhão, por outro lado, tem a menor expectativa do Brasil, com uma previsão de 70,3 anos para ambos os sexos. Tais dados são utilizados pelo Governo Federal para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social.

 (Foto: Arte/G1)

(Foto: Arte/G1)

 (Foto: Arte/G1)

(Foto: Arte/G1)

Mortalidade infantil

O IBGE também divulgou a taxa de mortalidade infantil brasileira (até 1 ano de idade), que é de 13,8 para cada 1 mil nascidos vivos. Já a taxa de mortalidade da infância (até 5 anos de idade) é de 16,1 para cada 1 mil nascidos vivos.

Todas as idades mostraram melhores índices de mortalidade, principalmente os mais jovens. Os homens, no entanto, em 2015, tem 4,5 vezes mais chance de não completar 25 anos do que uma mulher com a mesma faixa de idade (de 20 a 24 anos). De acordo com o IBGE, o fenômeno pode ser explicado pela maior incidência dos óbitos por causas violentas ou não naturais, que atingem com maior intensidade a população masculina.

%d blogueiros gostam disto: